Los Angeles é um lugar super descolado e sempre cheio de passeios diferentes para fazer. Além de toda a arte de rua espalhada por quase todas as regiões, a cidade tem museus e galerias de arte incríveis. Mesmo não entendendo boa parte das obras de arte que vejo, acho muito interessante observar o que os artistas estão criando e inventando.

Aproveitando que eu e o Paulo fomos para Los Angeles por causa da VidCon, não poderíamos deixar de passear um pouco pela cidade. Sempre tive vontade de conhecer um pouco da parte artística da cidade, por isso selecionei os locais com as exposições e coleções mais interessantes e vou compartilhar com vocês quais são eles 😉

LACMA

Foto: @jeremiahcowan

Quem já pesquisou sobre L.A. com certeza deve ter visto alguma foto do LACMA. As instalação de diversas lâmpadas, chamada Urban Light, na área externa do museu é um dos lugares mais fotografados por lá. Ele é o maior museu de arte da costa oeste americana, então imagine o quão enorme e variado é o acervo deles!

O museu possui obras super diversificadas, tanto de estilo como também de formato. As obras variam de quadros contemporâneas a esculturas antigas da mesoamérica, tudo reunido em um único prédio. A arquitetura do LACMA também é linda, vale a pena explorar um pouco as áreas externas dele.

The Broad

Foto: Life In Wanderlust

Outro museu incrível por lá é o The Broad. Além das exposições temporárias, o acervo deles é um dos mais lindos e divertidos. O salão Infinity Mirrored Room — The Souls of Millions of Light Years Away é o mais famoso deles. A sala é coberta por vidros e pequenas luzes. O efeito das luzes é tão lindo que é como se você estivesse no meio do universo!

A entrada para o museu é gratuita, mas você precisa reservar seu ticket de entrada com antecedência. A procura de visitas é sempre muito alta, por isso você precisa se programar para garantir a sua entrada. Ele fica localizado em Downtown LA, por isso não deixe de caminhar pela região do museu – você encontrará vários restaurantes e lojas maravilhosas.

MOCA

Foto: Divulgação

Se você curte arte mais abstrata, dessas que é até mesmo difícil de compreender, não deixe de ir ao MOCA. O acervo deles conta com obras datadas a partir de 1940 até os dias de hoje, por isso ele é bem variado e com uma boa pluralidade de obras. O acervo fixo costuma estar sempre separado por temática, o que facilita na hora de saber quais você já viu e quais ainda quer conhecer.

Diferente do The Broad, a entrada para ele é paga, sendo que adultos pagam 15 dólares pelo ticket. No entanto, todas as quintas-feiras a entrada fica gratuita. Se você quer economizar e deseja muito conhecer o MOCA, tente se planejar para conseguir visitar o espaço em uma quinta 🙂

Honor Fraser Gallery

Foto: @honorfrasergallery

Apesar de não ser muito conhecida na cidade, a Honor Fraser é uma galeria super interessante e cheias de obras bem diferenciadas. Desde quando foi fundada, em 2006, a galeria busca jovens artistas em busca de um espaço para valorizar o trabalho deles.

No geral, a maioria das obras seguem uma linha mais moderna e contemporânea. Em meio a obras de artistas mais novos, ficam alguns já conhecidos na área. A maioria das peças costuma ser pinturas ou fotografias, mas eles também expõem algumas esculturas mais alternativas.

Institute of Contemporary Art

Foto: @meltingbutterdotcom

O ICA foi aberto recentemente em Downtown Los Angeles com a proposta de unir novos talentos em busca de um espaço alternativo para artistas. Eles querem conectar pessoas através da arte, por isso oferecem diferentes exibições, performances, workshops e tours.

Algumas das obras são cheias de significado, como no caso do mapa dos Estados Unidos com a frase “United States of Anxiety”. É uma crítica a sociedade contemporânea, na qual a ansiedade se tornou algo extremamente comum, em um formato artístico e mais criativo!

Hauser & Wirth Los Angeles

Foto: Divulgação

Conhecer a Hauser & Wirth é um passeio duplo. O espaço onde a galeria fica também é ocupado pelo restaurante Manuela. Tudo é coordenado pelo mesmo grupo de pessoas, por isso eles dividem o local. O Manuela, como falei para vocês em um post de restaurantes em L.A., tem feito muito sucesso pelos moradores da cidade. Vale a pena visitar as exposições e depois comer um bom almoço!

Em relação a galeria, ela costuma ter exibições bem variadas. Para quem estiver viajando agora (julho/2018), por exemplo, as exposições estão sendo sobre acessórios de moda, cubos em diferentes formatos de Larry Bell e uma parte voltada para quadros e fotografias mais tradicionais.

Night Gallery 

Foto: Divulgação

A criadora da Night Gallery, Davida Nemeroff, começou a galeria em um pequeno espaço de Lincoln Heights, um bairro de L.A. Desde o começo, em 2010, ela queria um espaço para ver, discutir e apreciar arte de diferentes formas. Em 2013 a galeria ganhou o espaço que ela ocupa até hoje, mas esse estilo meio underground ainda continua.

Como ela ocupa um espaço bem maior hoje em dia, a galeria normalmente conta com pelo menos duas exibições diferentes. Dependendo de quando você for, é possível ver, em salões diferentes, uma coleção super diferente e excêntrica, e em outro algo mais clássico. Tudo é sempre muito moderno e contemporâneo. Caso você curta esse tipo de arte, não deixe a Night Gallery de fora do seu roteiro!

***

Mesmo não gravando nenhum vlog dessa viagem, estou compartilhando toda a nossa experiência em Los Angeles pelo Instagram. Por esse motivo, não deixem de acompanhar nosso passeio por lá! Estamos contando várias dicas legais para quem vai viajar para L.A. 😉