Temperar a comida com temperos frescos é um caminho sem volta. O sabor é mais marcante, é muito mais saboroso, as possibilidades de combinação são imensas e é muito mais saudável. No entanto, existem muitos tipos, formas de utilizar, alguns que caem bem in natura e outros que podem ser cozidos ou assados, que ficam na sua forma seca. Para entender melhor e utilizar nas suas próximas receitas, os principais temperos frescos ou ervas. Aproveite!

Ah, para aprender como conservá-los congelados, explicamos nesse post aqui.

Salsinha

A salsinha é uma das mais conhecidas de todas, não? É ótima para temperar caldos, sopas, patês, molhos ou simplesmente para decoração. Uma opção também é fazer o chá de salsinha ou até colocar em sucos.

Para uma receita com salsinha, clique aqui.

Foto: Free To Use Sounds em Unsplash

Cebolinha

Grande amiga da salsinha, quase sempre são vendidas juntas no supermercado. A cebolinha é muito utilizada em pratos com ovos, como omeletes, em preparações com batatas ou na finalização de sopas ou macarrão.

Para uma receita com cebolinha, clique aqui.

Foto: Laura Mitulla em Unsplash

Coentro

Não é todo mundo que gosta de coentro, e ainda mais, algumas pessoas não conseguem ingerir, mas, tem gente que ama. Se você é uma dessas pessoas, saiba que o coentro cai muito bem com peixes assados e cozidos, moquecas, feijão branco e pratos do nordeste.

Quer uma receita com coentro? Clique aqui.

Foto: Framed Recipes

Salsão

É muito parecido com a salsinha, mas um pouco maior. O salsão tem caule é mais grosso e também pode ser consumido, assim como a raiz. As folhas servem como tempero, da mesma forma que a salsinha e as outras partes podem ser usadas em sopas, caldos ou saladas in natura. Ah é com esse que se prepara o Bloody Mary.

Foto: Kelly Sikkema em Unsplash

Hortelã

Hortelã tem a cara do verão, não é? O aroma é super característico e o sabor super refrescante, que vai bem com sucos e preparos mais leves. Entretanto, a composição da erva ajuda na digestão de carnes pesadas, então, também é uma boa opção.

Para uma receita com hortelã, clique aqui.

Foto: S. Laiba Ali em Unsplash

Manjericão

Essa é uma das ervas com mais tipos conhecidos, desde as folhas bem pequenas até algumas bem grandes, tem roxo, verde e por aí vai. É conhecido pelo pesto de manjericão maravilhoso, mas também pode ser utilizado no molho de tomate, sucos, e claro, na pizza marguerita! As folhas mais frescas são mais saborosas 🙂

Está precisando de uma receita, clique aqui.

Foto: Stephanie Studer em Unsplash

Orégano

O orégano é mais consumido e facilmente encontrado na sua forma seca, mas também tem como encontrar fresco. O sabor é bastante característico e lembra muito pizza, mas também combina muito em sanduíches, ensopados e legumes assados.

Quer cozinhar algo com orégano? Clique aqui.

Foto: The Kitchn

Alecrim

O alecrim tem sabor forte, por isso deve ser usado com cautela, principalmente se você ainda não é acostumado. E existem em duas formas também, frescos e secos. Os frescos podem servir para aromatizar azeite ou ir ao forno com peixes, aves e legumes e claro, fazer uma apresentação muito bonita.

Já imaginou uma receita doce com alecrim? Clique aqui.

Foto: Annie Spratt em Unsplash

Tomilho

Bastante parecido com o alecrim, o tomilho tem sabor um pouco mais leve – mas nem tanto. Pode ser usado como tempero de diversos tipos de alimentos, até em arroz cozido ou de forno.

Vai uma macarrão aí? Clique aqui.

Foto: Epicurious

 

Louro

A folha de louro não é um tempero para ser consumido como os outros, pois servem apenas para aromatizar e dar sabor. Ou seja, devem ser acrescentadas durante o preparo e retiradas no fim do cozimento. É essencial para colocar no feijão, ajuda na digestão das leguminosas.

Foto: The Kitchn

***

E aí, qual é o seu preferido? Aproveite e experimente usar algum desses temperos frescos que você não tem tanto costume, é sempre bom descobrir novos sabores.