Quem não tem tempo de ir ao mercado toda semana ou gosta de fazer compras maiores enfrenta sempre um grande desafio: evitar o desperdício. Alimentos industrializados e não perecíveis possuem um prazo de validade maior e acabam durando mais, mas o mesmo não acontece com legumes, verduras e hortaliças.

Então, como manter esses produtos em casa sem que eles estraguem rapidamente? A melhor solução para o problema é congelar esses alimentos. Mas não pense que é simplesmente colocar tudo em um saquinho e levar ao freezer! Cada tipo de leguminosa e verdura exige um cuidado especial e, por isso, vamos dar para vocês um guia completo de como fazer esse passo a passo. Já separa um caderninho ou o bloco de notas do celular para anotar tudo 😉

PRIMEIROS PASSOS

Foto: Alice Esmeralda

Antes de levar os legumes e verduras ao congelador, é necessário lavar bem cada um deles, removendo partes que estejam estragadas. Assim, você evita que todo o restante do produto estrague também. Depois de lavados, não esqueça de secar bem cada um deles.

Lembre-se que os alimentos precisam estar frescos para esse processo. Afinal, não adianta congelar um legume que já esteja muito velho. A sazonalidade dos produtos é outro fator a ser levado em consideração. Aqueles da estação são sempre mais frescos. Nessa etapa, também é importante separar aqueles alimentos que não ficam gostosos quando congelados.

Batata, pepino, rabanete, alface e agrião, por exemplo, ficam com a textura ruim, mudam de cor e perdem o sabor. Sendo assim, mantenha esses alimentos na parte mais baixa da sua geladeira – e nada de congelador!

Para facilitar, vamos listar uma série de legumes e verduras que podem ser congelados. N universo dos legumes: cenoura, mandioca e mandioquinha abóbora, berinjela, beterraba, milho e pimentão. Agora, do lado das verduras e hortaliças temos: espinafre, brócolis, couve-flor, repolho, salsa e manjericão. 

BRANQUEAMENTO

Foto: Reinaldo Kevin

Outra etapa fundamental para a conservação das verduras e legumes no congelador é o branqueamento. A técnica consiste em escaldar esses alimentos em água fervendo, interrompendo a ação das enzimas que aceleram o envelhecimento dos vegetais. Além disso, esse processo também elimina bactérias, mantém os nutrientes dos produtos e fixa a textura, cor e sabor dos produtos. 

Agora, você deve estar se perguntando: “como fazer esse branqueamento?”. O processo é bem simples, mas com ingredientes que variam de acordo com o grupo de alimentos. Por isso, vamos listar as etapas para os conjuntos de legumes e verduras principais. Mas, de modo geral, será necessário apenas uma panela com água fervendo e um condutor de calor, como o sal. Em seguida, já depois dessa “pré-cozida”, o alimento deve ser colocado em uma vasilha com gelo para interromper a ação do calor. Para fazer o branqueamento correto, é só seguir essas especificações: 

ÁGUA FERVENDO + SAL + GELO:

Mandioca e mandioquinha, pimentão, abóbora, cenoura, milho, brócolis, ervilhas, vagem, brócolis e espinafre (alimentos amarelos, laranjas e verdes).

ÁGUA FERVENDO + VINAGRE OU LIMÃO + GELO:

Couve-flor, beterraba, pimentão, berinjela, repolho e alcachofra (alimentos brancos, vermelhos ou arroxeados)

A ordem, como já mencionamos, é deixar a água ferver com o condutor de calor (sal ou vinagre), colocar o alimento, esperar entre 3 a 5 minutos e logo colocar o alimento no recipiente com gelo ou água gelada. Feito isso, deixe-os secar em temperatura ambiente e somente depois que estiverem completamente frios guarde no congelador. 

DICA: aqueles alimentos do grupo de hortaliças, como couve, salsinha e cebolinha devem ser picados e congelados crus. Ou seja, sem passar pela etapa do branqueamento. 

NO CONGELADOR

Foto: Blog Lovin’

Com os alimentos já branqueados ou picados, o segredo está em como armazená-os. O ideal é usar potes de vidro ou plástico com tampa. Caso prefira sacos de plástico, procure por aqueles próprios para congelador, herméticos. Se for utilizar os saquinhos, é fundamental remover todo o ar de dentro antes de fechar para que as verduras e legumes durem por ainda mais tempo. 

Para organizar melhor todos os alimentos, é interessante separá-los em saquinhos e potes já com as quantias que serão necessárias quando forem descongelados. Por isso, dê preferência para dividir em porções menores. Além disso, coloque etiquetas com a data que esses produtos foram congelados. Dessa forma, você consegue saber exatamente há quanto tempo ele está no congelador. 

E nada de deixar o congelador superlotado, combinado? O ar precisa circular entre todos os objetos colocados ali 😉

HORA DE DESCONGELAR

Foto: Nadine Primeau

Sim, também temos dicas para descongelar todos os produtos da melhor forma possível! No mundo ideal, o descongelamento deve ser lento. Por isso, o correto é retirar do congelador os legumes e verduras que serão usados horas antes e deixar dentro da geladeira. 

Mas, como nem sempre temos esse tempo ou esquecemos dessa etapa, os produtos devem ir do congelador, direto para a panela com água quente. Algumas hortaliças como a cebolinha e a salsinha não precisam ser descongeladas, então é só acrescentá-las no seu preparo. 

Depois de descongelado, nunca coloque o alimento novamente no congelador. Isso afeta a sua qualidade e também conservação, já que ele passa por mudanças bruscas de temperatura. 

***

Gostaram das dicas? Espero que sim! E se você também tem interesse em congelar pães sem erro, é só apertar aqui 😉