julianolamur-cafeemcasa-instagram_arabicasimples-metodos-de-extracao-cafe-ickfd

Oi, pessoal!

Estou aqui mais uma vez para conversarmos sobre o café nosso de cada dia. O tema de hoje vem de uma ideia antiga da qual gosto muito: um guia de métodos de extração do café.

Esse é um assunto longo e há muita coisa a ser dita, por isso o post de hoje serve como uma espécie de introdução. Decidi dividir o conteúdo em mais de um post para que possamos nos aprofundar um pouquinho em cada método. Para quem quer saber mais sobre o assunto já adianto que vale a pena visitar a página do Stumptown Coffee Roasters, pois eles gravaram uma série de vídeos INCRÍVEIS (em inglês) sobre o assunto. Estão aqui, ó.

julianolamur-cafeemcasa013-instagram.com_bobandshan-metodos-de-extracao-cafe-ickfdFonte: instagram.com/bobandshan

Ibrik, Hario, Kalita, Melitta, Bee House, Clever, Chemex, Aeropress, Prensa Francesa, Espresso, Cafeteira Italiana, Toddy, Sifão, Dragon. Se alguns destes nomes parecem estar escritos em turco otomano, não se assuste. Nossa ideia aqui é explorar desde os métodos mais simples, que quase todos nós temos em casa, até os mais complexos, que parecem traquitanas de um laboratório digno do Sr. White.

julianolamur-cafeemcasa013-walters_coffee_roastery-metodos-de-extracao-cafe-ickfdFonte: instagram.com/walterscoffee/

Como já sabemos um pouco mais sobre cafés especiais, temos uma boa ideia sobre uma receita de base da bebida e sabemos identificar características de sua concentração, vamos ao que interessa: as variáveis. Quando mudamos o método de extração, não só a proporção de café para a quantidade de água utilizados muda, mas também a moagem (grãos moídos mais finos ou mais grossos), temperatura da água, o tempo e até mesmo a pressão exercida no momento da extração. Desse modo, poderíamos fazer uma primeira lista de métodos com base em algumas variáveis:

  • Métodos em que a água é despejada sobre o café ou gotejada (chamados de pour over em inglês): Melitta, Hario, Kalita, Bee House, Chemex, Walkure, etc;
  • Métodos em que o café fica imerso na água ou em infusão: Prensa francesa, Ibrik, Toddy, Eva Solo, entre outros;
  • Métodos diferentes dos anteriores: cafeteira italiana (vapor/percolação), sifão (vapor/vácuo), Aeropress (infusão/pressão), espresso, Dragon (gotejamento/infusão/vácuo).

Podemos ver que a lista é longa e não é exata, pois cada método tem suas particularidades. Quantos desses você já conhece? Fique de olho, pois durante a série dos métodos de extração estarei por aqui semanalmente dando dicas, contando curiosidades e sugerindo receitas para que possamos melhorar o café que fazemos em casa – e quem sabe até tirar do armário aquela cafeteira que está guardada há séculos sem ninguém usar.

Nos vemos na semana que vem. Bons cafés a todos nós!

julianolamur-cafeemcasa013-kurasu.me-metodos-de-extracao-cafe-ickfdFonte: Kurasu.me
Foto de capa: instagram.com/arabicasimples