qual-vinho-harmoniza-com-mil-folhas-andrea-postiga-ickfd

No sul do país o friozinho já chegou com força total e, para dar as boas-vindas ao inverno brasileiro, nada melhor do que uma doce extravagância!

Ao começar a preparar o mil folhas com caramelo e crocante de nozes já pensava na escolha do par perfeito para ele. A intensidade dos sabores de cada camada é atenuada pela diversidade de texturas, que vai se mesclando do crocante ao cremoso, tudo envolvido por um incrível aroma de nozes caramelizadas.

receita-mil-folhas-creme-caramelo-crocante-ickfd-danielle-noce5Foto: Paulo Cuenca

Costumo dizer que harmonização é sensibilidade e técnica. Gosto sempre de pensar na origem da comida para ter alguma pista da harmonização. Sendo o mil folhas de origem francesa, comecei meu brainstorming por lá.

Logo tive uma tendência a pensar na região da Alsácia, onde são produzidos maravilhosos vinhos a partir das uvas alemãs riesling e gewürztraminer. Uni o frio do inverno ao doce e à Alsácia! Et voilà!

Lembrei do riesling late harvest que tomei em um bar de vinhos na França, mas infelizmente não consegui encontrá-lo aqui. Tentei algo semelhante e não foi difícil! A região é vizinha da Alemanha, de onde vêm os melhores exemplares vinificados destas uvas, com destaque para o Spätlese.

Em alemão, spätlese significa “colheita tardia”, indicando que as uvas usadas na produção são colhidas até uma semana após o final da colheita normal. O resultado é um vinho adocicado e redondo em boca.

Na região de Pfalz, bem pertinho da fronteira com a Alsácia, é produzido o excelente Anselmann Gewürztraminer Spätlese, que traz marcantes traços de baunilha, mel, cravo e frutas secas.

vinho-alsacia-harmonizacao-mil-folhas-langguthshop-ickfdFoto: Langguth Shop – Foto de capa (taça): Schoenggeistig

Bem estruturado, fica muito equilibrado com a baunilha do creme e com o caramelo. As notas de frutas secas combinam com as nozes caramelizadas, sendo um fantástico par.

Para os amantes dos vinhos nacionais, como eu, deixo anotado aqui outro conselho: o vinho Colheita Tardia da Aurora, feito a partir das castas Malvasia Bianca e Semillon, é doce, aveludado e encorpado. Suas notas predominantes de nozes, castanhas e mel resultam em um casamento perfeito com o sabor do mil folhas.

harmonizacao-vinho-mil-folhas-colheita-tardia-aurora-ickfdFoto: Super Adega

Anselmann Gewürztraminer Spätlese, 2013 – Preço médio: R$ 132

Aurora Colheita Tardia – Preço médio: R$ 25

Espero que gostem e se inspirem com estas dicas!

E, para a galera de além-mar, não custa tentar um Riesling late harvest alsaciano!

Um beijo e à toute!