Image courtesy of Alanna Taylor Tobin | The Bojon Gourmet

O nome parece um pouco confuso, mas não tem nenhum segredo. O açúcar impalpável nada mais é do que uma mistura de açúcar de confeiteiro e algum tipo de amido – o mais utilizado é o de milho -, o que o torna menos doce. Como a Dani sempre diz, a proporção desses dois ingredientes deveria vir descrita nas embalagens desse produto, mas não é o que acontece. O ideal para fazer macaron, por exemplo, seria um açúcar impalpável com 4% de amido.

Neste post sobre diferentes tipos de açúcar, a Joyce Galvão explica um pouco sobre a questão da nomenclatura. “A confusão entre esse açúcar e o açúcar de confeiteiro é que os americanos dão o mesmo nome para ambos os açúcares, e aqui no Brasil diferenciamos através da presença ou não de amido. Para esse açúcar também podemos encontrar nomes como açúcar gelado – entretanto o açúcar gelado, feito a partir da dextrose, contém outros ingredientes que dão essa característica ‘geladinha’ do açúcar”.

Como fica um pouco difícil descobrir qual seria a melhor marca a ser utilizada, o ideal é preparar o seu próprio açúcar impalpável. É simples e você só precisa de uma balança de precisão, açúcar de confeiteiro e amido de milho.

Misture 96 gramas de açúcar de confeiteiro com 4 gramas de amido de milho e pronto! Você terá um açúcar impalpável perfeito para fazer macarons e glacês.

Este macaron de chocolate com ganache trufada e surpresa de cereja é perfeito para datas comemorativas. Clique aqui para a receita.

receita-macaron-chocolate-dani-noce-2

foto de capa: Bojon Gourmet