Para o primeiro jantar do Escondidinho foi importante escolher um vinho que fosse versátil o bastante para combinar com a variedade do cardápio desenvolvido pelas chefs.

Na hora de fazer uma harmonização eu gosto sempre de observar qual será o elemento que chamará mais atenção em determinado cardápio. Se propuserem um vinho só para todo o jantar, eu geralmente dou privilégio ao prato principal, que neste caso foi o Ragú de Boeuf ao Vinho Tinto. Como a chef convidada me entregou a receita, precisando que o seu vinho tinto preferido para esta receita geralmente é um da uva Cabernet Sauvignon, então nem pensei duas vezes e já comecei a procurar um bom Cabernet Sauvignon para completar tudo (pra que complicar a vida, não é?)!

A uva Cabernet Sauvignon é uma uva francesa, da região de Bordeaux, e figura na grande maioria dos blends dessa região (junto com as uvas Merlot, Cabernet Franc, Petit Verdot, Carmenère e Malbec – ufa!). Aliás, os vinhos dessa região serão sempre um blend, isto é, uma mistura de no mínimo duas dessas uvas. Fora da região de Bordeaux, em países como o Chile, a Argentina e a Austrália, será mais comum encontrarmos vinhos que serão feitos somente com um tipo de uva. E não se preocupe! Os vinhos chamados de uma só uva, também chamados de “varietais”, são tão bons quanto os blends! São somente estilos diferentes!

vinho Escondidinho1Era imperativo para o sucesso da harmonização que o vinho não fosse somente bom, mas que tivesse também um preço amigo. Neste caso, existem muitas opções de vinhos com excelente relação custo/benefício originários da América do Sul (com custos de importação menores…). O grande especialista em Cabernet Sauvignon na América do Sul é o Chile, com dezenas de vinícolas e rótulos de qualidade e um dos meus preferidos é a Viña Montes, produtora de grandes ícones do mundo do vinho como a linha Montes Alpha e o incrível Purple Angel.

Portanto, escolhi um vinho da linha clássica deles, o Montes Cabernet Sauvignon e que ano após ano sempre mostra uma qualidade bastante consistente, além de ser sempre perfeito para acompanhar com carnes vermelhas! Este é um vinho que possui uma cor rubi intensa, com aromas de canela, caramelo, toques de menta e um amadeirado bastante sutil.  No paladar ele se mostra encorpado, porém com taninos redondos e elegantes, o que faz dele um vinho bastante agradável para acompanhar entradas e ainda ideal para o Ragú ao vinho tinto!

vinho Escondidinho2Para finalizar, a Viña Montes tem uma historinha que eu particularmente gosto bastante: todos os seus vinhos apresentam um anjo em seus rótulos pois um dos donos acreditava que, além da dedicação e amor ao seu trabalho, eram os anjos os responsáveis pela beleza e sucesso da vinícola e qualidade de seus blends. Sendo assim, para agradecer esta “graça divina”, ele decorou a propriedade e os vinhos com obras de arte de anjos estilizados. E claro que os anjinhos trouxeram sorte ao jantar, pois ele foi um sucesso absoluto! Só elogios!

E que venham os próximos! Timtim!