Nós, brasileiros, temos a tendência de concentrar o turismo nas regiões sul, sudeste e nordeste. No entanto, as outras áreas do país são tão incríveis quanto e merecem receber mais visitas. Por esse motivo estamos aqui: incentivar quem nos conhece a explorar as outras áreas desse nosso Brasil tão lindo.

Manaus, por exemplo, é berço de uma cultura incrível, com sabores, cores e lugares apaixonantes. Mesmo que você passe pouco tempo na cidade e, em seguida, explore outras áreas do Amazonas, a viagem ainda assim torna-se inesquecível. Pensando nisso, montamos um roteiro de dois dias pela cidade para você conhecer tudo de mais importante por lá!

PRIMEIRO DIA

Antes de tudo, é necessário definir a estadia para descansar. Afinal, para aproveitar todos os passeios precisamos estar com bastante energia. A nossa recomendação é o Hotel Villa Amazônia, localizado no centro da cidade. Além de ser super aconchegante e com uma área externa linda, o restaurante do hotel é ótimo!

Tendo isso definido, vamos para os passeios. Comece o dia pelo Mercado Municipal Adolpho Lisboa, o lugar perfeito para conhecer os ingredientes típicos da região e provar algumas iguarias típicas da cidade. Mesmo não tendo tantas barracas de fruta, o espaço também recebe lojinhas de artesanato.

Depois, siga em direção a Feira Manaus Moderna. O local abre cedinho e costuma fechar no meio da tarde, então não deixem esse passeio para depois do almoço. Nessa feira, você tem a oportunidade de provar ainda mais ingredientes e produtos naturais. Frutas como tucumã e jenipapo ficam todas disponíveis para comprar e experimentar.

Foto: Krishnam Moosaddee

Como sugestão de almoço, o Banzeiro! Ele é um dos mais bem recomendados da cidade, por isso você não pode deixá-lo de fora do roteiro. Os ingredientes são todos locais, como o camarão com caldinho de tucupi e a folha de jambu, ou a costela de tambaqui.

Continuando a programação de passeios, vá para o INPA – Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia. O local funciona em horários bem específicos, por isso não deixem de se programar bem de acordo com as horas de visita ao instituto. O espaço funciona como um centro de pesquisa e também de resgate de animais machucados ou fora do habitat natural deles. Assim que eles estiverem recuperados, os animais voltam a natureza!

Se ainda estiver animado para conhecer outro lugar, vá até o Mercado Municipal Walter Rayol. Assim como o Adolpho Lisboa, ele é ideal para quem curte conhecer os ingredientes da gastronomia local. Se preferir visitar um lugar relacionado ao artesanato, é só ir até a Galeria Amazônica. Ah, e essa dica vale de segunda a sábado, porque a galeria não abre aos domingos.  

Como tudo por Manaus fecha muito cedo, aproveite o final do dia aproveitando as dependências do hotel. Lá no Villa Amazônia, por exemplo, a piscina é maravilhosa. Além disso, você pode jantar no próprio restaurante do hotel – o Bistrô Fitz Carraldo. O espaço é bem charmoso e a comida deles é deliciosa.

SEGUNDO DIA

Para começar o segundo dia conhecendo uma região diferente de Manaus, planeje um passeio para o Novo Airão. Algumas empresas oferecem essa aventura, como a Em Cantos da Amazônia.

Por essa região vocês podem ver os botos, as faixas de areia branquinha e outras belezas naturais da área. E não deixem de conhecer o Encontro das Águas – do Rio Negro e do Rio Solimões. Além das cores serem diferentes, a temperatura também muda drasticamente.

Foto: John Peters

Antes disso, dê uma passadinha na padaria Lindopan. Eles fazem um X-caboquinho delicioso, perfeito para quem ama aquele café da manhã bem reforçado. Na hora do almoço, vá para o restaurante Rainha da Selva. O local fica em um flutuante e eles vendem um tambaqui super bem temperado e cheio de sabor – vale muito a pena provar!

Na parte da tarde, vale a pena dar uma passada pelo Museu da Amazônia e pelo Teatro Amazonas. Os dois espaços são lindos, interessantes e contam um pouco da história da cultura local. O museu fecha às 16h, então é preciso ter cuidado com o horário. E, de terça a sábado, o teatro costuma funcionar até às 17h.

Foto: Karine Hermes

Quem quiser dar uma pausa entre os passeios no período da tarde pode comer um lanche no Café Regional Priscila. As comidinhas são todas bem simples, como tapioca e bolo de fubá. No entanto, não deixam de ser cheias de sabor.

Finalizando as 48h em Manaus, jante no restaurante O Lenhador, que é um dos mais típicos da cidade. Eles servem comidas regionais e exóticas, por isso vá preparado para encontrar muitos pratos diferentes.

VEJA TAMBÉM