A maioria de vocês já deve ter escutado falar sobre um tal de “fuê”, certo? O termo vem do francês e sua escrita correta é fouet. Esse utensílio nada mais é do que um batedor de arame (ou de silicone/plástico) usado principalmente para incorporar ar em diversos preparos. Para bater as claras em neve ou chantilly, por exemplo, ele é essencial.

Outro uso muito comum é para bater massas de bolo e cremes, fazendo com que as receitas fiquem super leves. Além disso, é importante ressaltar que o fouet não só agrega ar, como também mistura super bem todos os ingredientes.

Entendendo os modelos

fouet
Foto: Ooey Gooey via Behance

Apesar de ser um utensílio de cozinha simples, o fouet possui vários modelos e versões. Para ninguém ficar confuso, daremos uma explicação sobre a maioria deles. Antes, vamos falar um pouco sobre o material do utensílio. Essa escolha é fundamental para garantir a durabilidade e a funcionalidade do equipamento. Tendo isso em mente, dê sempre preferência para aqueles de aço inox. Os de silicone e plástico acabam sendo mais frágeis e logo precisam ser trocados.

Voltando a falar dos modelos, vamos começar pelo clássico – aquele em formato de gota que todo mundo conhece. Como já adiantamos, ele é perfeito para massas de bolo, claras em neve e chantilly.

Bem parecido com clássico, mas com o cabo mais alongado, o fouet de molho é o ideal para o preparo de molhos e cremes. Esse modelo não deixa a receita mais volumosa e facilita o alcance de todas as partes de uma panela.

fouet
Foto: Rai Vidanes

E aquele com uma “bolinha” dentro do próprio utensílio? Esse é o fouet bola, usado para dissolver aquelas pelotas indesejadas e também misturar os ingredientes mais rapidamente. Completamente diferente dele, mas também classificado como fouet, fica o fouet plano. Ele tem um formato bem diferente, como se fosse uma mola na ponta do cabo. O modelo é perfeito para receitas pouco volumosas e mais delicadas, como um omelete ou um molho de ervas.

Por último, mas não menos importante, o fouet de emulsão! O formato dele também é meio estranho para quem não tem contato direto com utensílios como esse. No entanto, o seu uso é bem simples. Como o próprio nome da diz, ele serve para emulsificar receitas já prontas, de forma que elas criem volume sem deixar a leveza de lado.

***

E então, todo mundo entendeu bem as diferenças? Se ficaram com dúvidas, não deixem de comentar 😉