Uma das promessas de fim de ano que muita gente faz é tentar ser mais saudável. Tentar, porque é bem difícil se alimentar com os produtos “naturais” do supermercado, como pães integrais que têm mais farinha branca que farinha integral, barrinhas de cereais cheias de açúcar, comidas que não são o que parecem ser… É complicado. E pra quem tem alergia, então? Glúten, lactose, soja, quais produtos apresentam a quantidade exata dos ingredientes nos rótulos? Só se a gente tivesse um aparelhinho que, só de apontar para a comida, mostrasse tudo. Opa, espera aí.

Devido a uma doença bem séria (Aspergillus Penicillium) que afetou a filha de 14 anos, Isabel Hoffman pensou num jeito de ajudar outras pessoas a saberem o que realmente tem nos nossos pratos. A doença da filha tem inúmeros sintomas e um deles é a intolerância ao glúten. Junto com o amigo Stephen Watson, desenvolveu o TellSpec, um aparelho menor que um celular e com capacidade de reconhecer os ingredientes de um produto (mesmo os industrializados!) e apontar até a quantidade de calorias dele.

O aparelho indica os componentes químicos e alergênicos, também, e a revolução é por todas as informações serem enviadas ao seu smartphone. Quem diria, euzinha, escrevendo sobre um spectômetro que oferece informações a partir da quantidade de prótons da comida. Eu jurava que esse tipo de coisa só acontecia nos filmes de ficção científica…

tellsepc

Enfim, o TellSpec tem site, Facebook, Twitter e vídeo institucional. O objetivo é que ele comece a circular a partir de agosto de 2014, com custo médio de ~apenas~ U$350, U$400. A verba inicial para a realização do projeto está sendo feita pela internet e restam dois dias para contribuir. Até agora, a equipe arrecadou $276,371 USD.

Você gostaria de um TellSpec? Acha que funcionaria? Comente aqui embaixo, quero saber sua opinião 😉

http://tellspec.com/

http://www.indiegogo.com/projects/tellspec-what-s-in-your-food