julianolamur-cafeemcasa009-coffeetrip01-aeropress-mundialOi, pessoal!

Quinze dias se passaram e estamos aqui outra vez! Hoje vou falar um pouco sobre uma receita de café para Aeropress. Já mencionamos ela aqui no Café em Casa, mas se você não lembra exatamente dessa cafeteira portátil e simpática, vale a pena clicar nesse link.

Este, senhoras e senhores, é Lukas Zahradnik. Ele vem lá da Eslovênia e em 2015 conquistou nada menos do que o título de campeão mundial de Aeropress.

Normalmente funciona assim: cada país organiza seu campeonato nacional de Aeropress em determinado período do ano. Esses campeonatos possuem regras e critérios de avaliação mais ou menos parecidos, e só um dos participantes é escolhido como campeão em cada lugar. Alguns meses depois os vencedores dos campeonatos locais se reúnem para competir entre eles, e aí o campeão mundial é escolhido. Imagine a responsabilidade que deve ser representar o seu país diante do resto do mundo. Para quem está familiarizado com programas de culinária à la Masterchef não é difícil visualizar o processo. 😛

julianolamur-cafeemcasa009-department-of-brewologyFonte: departmentofbrewology.com/

Ainda não comentei por aqui que tive a chance de participar do 1º campeonato brasileiro de Aeropress, e foi uma experiência incrível. Primeiro porque a Aeropress é muito simples e ao mesmo tempo possibilita manipular uma quantidade enorme de variáveis durante o preparo. Para mim, só isso já explica o motivo da existência de tantos campeonatos específicos desse método. Segundo porque o nível dos competidores foi bem alto e não é exagero nenhum dizer que tive a chance de provar os melhores cafés preparados numa Aeropress no Brasil. Desse evento, trouxe para casa alguns cafés incríveis, contatos valiosos e um pouco de experiência a mais em Aeropress. Quem venceu o campeonato brasileiro foi o barista Edgar Martins, do Urbe Café (pertinho da Avenida Paulista, em SP), que representou o Brasil em Seattle, lá por meados de abril deste ano.

Deixando de lado a conversa fiada, vamos à receita do Lukas que encantou os juízes do campeonato mundial.

Você vai precisar de:

  • Aeropress (invertida);
  • Filtro de papel (escaldado em água quente);
  • 20 gramas de café moído na regulagem “7.3” do moinho Mahlkönig EK34 (um pouco mais fina do que a moagem para filtro de papel);
  • Água quente a 79ºC.

Modo de preparo:

  1. Acrescente os 20 gramas de café e despeje 60 gramas de água;
  2. deixe o café desgaseificar por 15 segundos (também conhecido como blooming);
    agite por 15 segundos;
  3. acrescente o restante da água que couber na Aeropress em 10 segundos;
  4. inverta sobre o recipiente desejado (uma caneca ou jarra, por exemplo) e pressione por 45 segundos;
  5. pare de pressionar quando o êmbolo estiver logo abaixo do número 1.

O tempo de extração total deve ser de aproximadamente 1:30 (isso mesmo, em menos de dois minutos você beberá um café inesquecível!).

Blooming-julianolamur-cafeemcasa-blog.gingerlime-aeropress-ickfdFonte: blog.gingerlime.com

Para quem se interessar em ver o vídeo com o próprio Lukas preparando, ele está disponível aqui:

Mesmo sem ter um moinho profissional ou um bule com controle de temperatura, dá pra partir dessas instruções e fazer vários experimentos até chegar no café que mais agrade seu paladar. Se você preparar essa ou outras receitas aí no aconchego do seu lar, compartilhe no Instagram com a hashtag #CaféEmCasa para seguirmos trocando ideias. Meu endereço é @arabicasimples e eu vou já testar essa receita!

Processed with VSCOcam with f2 preset

Fonte: instagram.com/arabicasimples

Um abraço e bons cafés!

foto do topo: europeancoffeetrip.com