Vocês sabem o quanto eu amor viajar, né? Também sabem que quando vamos conhecer novos lugares, temos que nos planejar bastante e prestar atenção em pequenos detalhes que ajudam muito a nossa vida. É por isso que eu e a linda Ju Goes fizemos um vídeo com 7 dicas super importantes para você curtir da melhor forma o seu tempo longe de casa.
07-dicas-de-viagem-dani-noce-e-juliana-goes cópia

1. Como escolher o destino?

Tempo e dinheiro são cruciais para definir o seu destino. Quanto mais longe for o lugar, mais tempo é necessário para curtir com tranquilidade. Isso está ligado diretamente ao dinheiro, já que as passagens para destinos mais distantes são, normalmente, mais caras.

Se você tem maior flexibilidade de agenda, uma ótima dica é ficar atento aos sites de promoções – e, claro, pesquisar se o site é confiável! Nossas sugestões são:  Melhores Destinos e Viajar Barato.

Para escolher os destinos certos nós recomendamos o livro Make The Most Of Your Time On Earth que mostra o melhor destino para cada dia do ano – casando com Natal, Carnaval e outras datas festivas.

2. Se informar sobre o destino

Saber mais sobre a cultura e os costumes do local escolhido é essencial para aproveitar ainda mais a sua viagem. O clima e a moeda são super importantes também – até mesmo para saber o que levar na mala.

Os livros e guias acabam sendo as melhores opções para conhecer mais e mais sobre o destino escolhido. Os que recomendamos no vídeo são os da Lonely Planet e os da Rought Guides. Não precisa se restringir, leia guias de editoras nacionais, como os da Abril, e revistas especializadas, sites… Opções não faltam!

Se você é daqueles que viaja com algum foco específico, como moda, design ou comida, a dica é buscar livros especializados. Minha dica foi o Where Chefs Eat, um livro que dá dicas dos melhores restaurantes em diversas cidades do mundo.

Não esqueça de conversar com amigos e colegas que já visitaram o local! É importante conversar para tentar entender os pontos positivos e negativos que eles encontraram na cidade e/ou país, mas certifique-se do porquê das opiniões. Gosto é muito pessoal, então o que foi ruim para o seu amigo pode ser ótimo para você.

3. Onde ficar?

Localização é super importante! Não é preciso escolher um hotel bem no centro e caríssimo! Preze pelo custo benefício e tente ficar mais próxima dos locais que quer visitar. Às vezes você quer muito conhecer os restaurantes de um bairro, então é interessante ficar nas proximidades – vai facilitar muito se quiser curtir até mais tarde e pegar um taxi para o hotel.

Pegar dicar com residentes locais também é bem interessante. Se tiver a oportunidade, pergunte mesmo!

4. Documentos

Os documentos variam de acordo com o destino. Se a viagem é internacional, o passaporte válido é essencial. Sempre cheque se é preciso ou não de visto. Se você tiver passaporte internacional, leve-o na validade – às vezes eles quebram o galho! Se a viagem é nacional, leve o RG e outros documentos com foto – recente e em bom estado, viu?

Além desses documentos para parte burocrática, tente sempre fazer um seguro viagem ou saúde – a gente nunca sabe quando vai precisar usar, então é sempre bom estar prevenido. Se optar por seguro viagem, ele ainda cobre extravio de bagagem! Dependendo do plano, o seguro ainda dá desconto em remédios em outros países.

É sempre mais fácil ver com a sua agência de viagem, mas corretoras e compras direto na companhia também são ótimas opções para adquirir bons planos.

Outra dica importante é imprimir todas as suas reservas, passagens, seguros e anotar endereços e telefones importantes (caso fique sem o celular).

5. Deslocamento

Depois de saber mais sobre a cidade, ter escolhido o hotel e tudo mais, é super importante saber qual o melhor meio de locomoção. Existem algumas cidades nas quais é melhor alugar carro, se essa for a sua situação é importante chegar a validade da sua habilitação e se ela é aceita no país de destino.

Para nossa felicidade, grande parte das cidades possuem ótimos transportes públicos – metrô, trem e ônibus. É legal baixar aplicativos de taxi para qualquer emergência e estar atento aos horários de funcionamento. Para não ser enganada por taxistas dê uma olhada no Taxi Fare Finder ou no Txime, apps que mostram a estimativa do custo da viagem.

OBS: O Google Maps também é uma ótima ferramenta. Mostra as melhores rotar para casa tipo de transporte, além de dar o tempo estimado e você consegue ver as sugestões de transportes públicos.

6. Lista de Prioridades

A lista de prioridades é extremamente necessária! Você precisa organizar o seu tempo e nada melhor do que colocar seus passeios preferidos nos primeiros lugares.

Pesquise o que vai estar rolando de bom na cidade e curta shows, feiras, festivais, peças, festas… Dependendo do que for, eles também entram para sua lista!

7. Dinheiro

Antes de qualquer coisa, você precisa saber qual é a moeda do país – se for muito exótica, troque por euro (se for para Europa) ou dólar (se for para os Estados Unidos e Ásia)! Dê uma pesquisada para saber mais ou menos os preços de lá e o quanto vai precisar reservar para a viagem de um modo geral. Pesquise também se os estabelecimentos aceitam cartão de crédito.

O cartão de crédito precisa ser internacional e desbloqueado – vá ou ligue na sua agência avisando que vai viajar para não ter nenhum problema. Uma solução super prática é o cartão pré-pago (dá para comprar em agências de viagem ou no próprio banco).

Não se esqueça de gastar as suas moedinhas de troco. Não existe câmbio para elas e, dependendo, elas podem valer bastante.

Acabou surgindo uma oitava dica, o tão amado chip loca (SIM Crad), que dá direito a internet e nos salva de vários perrengues – falta de comunicação jamais!

Espero que gostem do vídeo e das nossas dicas!