Vocês já devem saber que a Copa de 2018 irá acontecer na Rússia, né? O país não é um destino muito comum entre nós, brasileiros, no entanto, isso tem mudado bastante por causa dos torcedores que pretendem ver os jogos por lá. Apesar de pensarmos basicamente em frio quando falamos da Rússia, o país é muito mais do que isso e tem inúmeros atrativos para nos oferecer. Eu e o Paulo estamos planejando nossa viagem pela região e pesquisando bastante sobre as cidades – assim já vamos sabendo o básico sobre o local.

Já adianto para vocês que um dos maiores problemas a serem enfrentados é a língua. Os russos possuem um alfabeto diferente do nosso, ou seja, é mais complicado de entender certas informações, como um cardápio ou alguma placa. Com exceção disso, os únicos problemas que vocês podem ter são normais em qualquer viagem, como transporte e clima. Nessa listinha vou contar para vocês algumas dicas mais gerais do local 🙂 

Como chegar

Foto: @camilacoelho

É importante saber que não existem voos diretos do Brasil para a Rússia. Você terá que escolher um país de parada para fazer a conexão e aí sim chegar ao destino final. Brasileiros não precisam de visto para entrar lá, apenas um passaporte em boas condições e com a validade igual ou maior que seis meses. O visto só é necessário caso você pretenda ficar mais de três meses ou trabalhar no país.

Ah, durante a imigração, eles te darão um formulário que deve ser preenchido na hora. Uma das vias fica com eles e a outra com você. Não perca esse papel, pois ele garante a sua saída da Rússia e ele também será necessário para o hotel que você for se hospedar!

Quando ir

Foto: Paulo Cuenca

As temperaturas na Rússia são bem baixas, até mesmo no verão. Não tem como você fugir do frio! Quem não curte neve e frio intenso deve evitar ir entre janeiro e março. No verão, de junho a agosto, o máximo que as temperaturas chegam é em torno de 23º C, então é uma boa época para ir. Nos outros meses do ano é bem friozinho, mas é algo suportável e que não atrapalha muito os passeios.

Locomoção

Foto: CN Traveler

Andar de carro pela Rússia pode ser uma tarefa estressante, especialmente por causa do trânsito da maioria das cidades. O transporte público, no geral, é um meio super eficiente para se locomover. Em alguns casos, você pode ir de trem até mesmo de uma cidade para outra. Por exemplo, você pode ir de São Petersburgo até Moscou pegando apenas o trem-bala! 

Ônibus e bondes elétricos também são ótimas opções de locomoção. No metrô, pegue algum mapa que tenha todas as linhas. É essencial ter esse mapinha para que você não se perca e entenda melhor como funciona o transporte. O único problema é que eles só possuem versões em russo ou em inglês, ou seja, pelo menos o básico de inglês será necessário para entender as direções.

Em último caso, use o táxi. Só tome cuidado para que o motorista entenda exatamente onde você quer ir e deixe o preço mais ou menos combinado, porque eles não costumam ter taxímetro ou coisa do tipo.

Culinária

Foto: Recipe For Perfection

Vocês sabiam que o nosso amado strogonoff é uma comida típica russa? Os brasileiros fizeram algumas alterações, claro, mas a essência do prato é a mesma. Na Rússia eles preparam a carne com mostarda e sour cream, e o prato é servido com trigo grosso, e não arroz, como estamos acostumados.

Porém, o strogonoff não é um dos pratos mais pedidos por lá. Eles são muito acostumados a comerem sopa, portanto você encontrará uma variedade enorme delas. A sopa de beterraba, chamada Borsch, é uma das receitas mais conhecidas. Além dela, você também encontrará vários piroshkis, que são pães recheados, e também pelmenis – uma massinha fina recheada de carne.

Cidades

Foto: @mary_quincy

Como vocês já devem saber, a Rússia é um país enorme e cheio de cidades lindas. Uma das principais é Moscou, capital do país. Ela, assim como São Petersburgo, é super movimentada e cosmopolita, com várias construções históricas, museus e galerias de arte espalhados pelas ruas. Como elas são cidades maiores, você andará bastante pelas ruas – sempre use roupas confortáveis para os passeios.

Outros lugares que merecem uma visita são a Ilha de Kizhi e Kazan. Esse primeiro local é uma ilha bem pequena, com apenas 7km de comprimento e habitada por duas pequenas aldeias de agricultores. Já Kazan, é uma área mais desenvolvida e será sede de um dos jogos da Copa. As construções dessa cidade são super charmosas e apaixonantes! Logo faço posts mais detalhados sobre algumas das cidades 😉 

Comunicação

Foto: Vasiliy Kalyuzhnyy via Pinterest

A maioria dos russos não fala inglês, o que dificulta bastante a comunicação. Apesar disso, eles são simpáticos e tentam te ajudar quando possível. Taxistas, por exemplo, dificilmente entenderão alguma coisa se você falar em inglês com eles. Vá para lá já sabendo algumas palavras básicas, como СПАСИБО, que se pronuncia spásiba e significa obrigada!

O Google Tradutor é um ótimo aplicativo para te ajudar durante a viagem, porque além de traduzir o que você precisar, ele também te auxilia na pronúncia e na formulação de algumas frases e palavras mais simples. Dependendo da situação, você pode passar por algum perrengue, mas é praticamente impossível viajar sem ter tido nem um único problema, né?

***

Estou super ansiosa para conhecer um pouco da Rússia e explorar essa região maravilhosa. Em breve o site vai estar cheio de posts sobre o país! Quem estiver se planejando para ir para lá na Copa já pode ficar tranquilo, porque vou dar várias dicas para vocês 😉