Viagens internacionais sempre acabam sendo mais caras. Por esse motivo, passamos mais tempo contando as moedinhas para conseguir fazer o sonho virar realidade. Embora tenhamos que realmente nos controlar e pesquisar muito para economizar, essa não é uma tarefa impossível.

Pensando nisso, selecionamos algumas dicas que podem ser aplicadas antes e durante a viagem. Se conseguirem colocar pelo menos algumas delas em prática, já estarão guardando uma boa quantia de dinheiro!

Escolha bem a época e o destino

Vocês já estão cansados de saber que a escolha do destino e a época do ano interferem diretamente no custo final da viagem. Sendo assim, essa decisão precisa ser feita com muita atenção e cuidado.

Com relação a época do ano, por exemplo, pesquisem sobre a incidência de chuva e o quão movimentado é o local. Durante a alta temporada, por exemplo, os preços ficam nas alturas. No entanto, não é todo mundo que consegue escapar desses períodos mais caros. Caso essa seja a sua situação, procure economizar em outros aspectos da viagem.

Outro fato importante é ficar ligado na cotação da moeda do destino. Compre ela aos poucos para que não pese muito no bolso.

Passagens

As passagens de avião geralmente são o fator que mais encarecem uma viagem. Por esse motivo, fiquem sempre atentos nas promoções e pesquisem diariamente os valores – sempre utilizando uma aba anônima. Quando usamos o navegador em sua versão normal, o algoritmo acaba entregando nossos dados para os sites que vendem as passagens. Consequentemente, os valores tendem a aumentar.

Alguns dos sites e aplicativos que podem ajudar a economizar na passagem são o SkyScanner, o Kayak e o Melhores Destinos. Ativem a notificação deles e não percam nenhuma promoção de vista. Persistam nas pesquisas até conseguir encontrar um bom valor!

Pesquise sobre o itinerário antes

Para que tudo ocorra dentro dos conformes, é preciso muito planejamento. Ou seja, não deixe nada para a última hora. Fazendo as pesquisas pela Internet, vocês conseguirão saber se existe algum tipo de cartão para turistas com direito a entrada em museus, por exemplo. Em Amsterdam, é possível escolher entre dois cartões: o I Amsterdam City Card e o Holland Pass. Cada um deles dá direito a várias atrações da cidade!

Além disso, procurem comprar os passeios que pretende fazer antes de viajar. Dessa forma, vocês não terão que lidar com gastos como esse ao chegarem no destino. E não deixem de adicionar ao roteiro vários passeios gratuitos, ok? Tentem ir além dos cartões postais e experienciar a cidade como um local 🙂

Hospedagem

Assim como as passagens, a hospedagem leva boa parte do nosso dinheiro embora. No entanto, hoje em dia existem diversas opções de acomodação que vão além do tradicional hotel. Inclusive, nós já fizemos um post especial sobre isso.

Considerando todas as formas de hospedagem alternativas, basta escolher aquela que combine mais com o estilo de viagem de vocês. Entre as principais opções estão o hostel e o Airbnb, ambas econômicas e tão boas quanto um hotel.

OBS: não deixem de ficar atentos quanto a localização da hospedagem. Não adianta nada economizar na acomodação, mas passar horas no transporte para chegar perto das atrações, certo?

Alimentação

Imagino que a maioria de vocês já saiba que restaurantes em áreas turísticas são mais caros, não é verdade? Para evitar gastar mais dinheiro do que o necessário com a alimentação, procure por estabelecimentos locais e que fiquem em ruas um pouco mais afastadas.

Dependendo do país e cidade onde estiver, é interessante até mesmo passar em um mercado e fazer alguns snacks no quarto de hotel. Eles podem servir tanto de almoço como também para um lanche da tarde mais reforçado.

***

Ah, e nada de sair pelo destino comprando tudo que veem pela frente, em? Controlem os gastos e aproveitem mais as experiências 😉