Estamos vivendo em tempos difíceis, com dias cada vez mais incertos. Ainda assim, apesar de tudo que está acontecendo, é importante tentarmos manter nossa saúde mental e evitar que a insegurança nos paralise – e que isso seja um exercício diário. Essa é a hora de todo mundo agradecer pelo que já tem e reagir, por nós mesmos e pelos outros. 

No meio dessa situação, por exemplo, estão as pessoas com seus pequenos negócios. Elas, mais que todas as grandes corporações, dependem da presença dos consumidores para continuarem seguindo em frente. Mas como, se tá todo mundo em casa?

Pensando especialmente naqueles que precisam de seus clientes para manter a renda, selecionamos algumas ações interessantes e possíveis de serem feitas durante esse período de quarentena. Cada dica foi pensada com o coração e espero que ajude pelo menos alguns de vocês. 

CUPONS DE DESCONTO 

Foto: Allie Smith

Oferecer cupons de desconto válidos para compra online é uma das soluções mais simples e efetivas. Eles podem ser compartilhados entre amigos e família, fazendo até mesmo com que pessoas de fora da sua base se interessem pelos produtos. Vale fazer até promover uma semana especial de promoções. 

Aqui, também é interessante mencionar opções de pagamento e modalidades de entrega. Se você ainda não aceita pagamentos com boleto, por exemplo, essa é a hora de implementar a opção. Além disso, caso seu negócio seja pequeno, até mesmo a transferência bancária pode ser uma alternativa para quem não gosta de cadastrar cartões. 

Disponibilize também diferentes opções de entrega – principalmente para as pessoas da mesma cidade que a sede do seu negócio. Para não depender dos correios, é interessante contratar empresas de motoboys ou usar aplicativos que ofereçam esse tipo de entrega mais rápida. 

DELIVERY E LOJA ONLINE

pequenos negócios
Foto: Brandable Box

Outra dica mais óbvia e que reforça a anterior. Se até então o seu negócio era 100% físico, chegou a hora de criar uma loja online e disponibilizar opções de delivery aos clientes. Por ser uma mudança um tanto quanto grande e feita até mesmo às pressas, procure por plataformas de hospedagem mais simples para não ter grandes dificuldades. O que não faltam são opções!

É importante sempre ficar atento ao estoque e entender as necessidades de cada produto para cada tipo de entrega. Todo o planejamento pode levar algum tempo, mas irá valer a pena não só para o período de quarentena, como também depois – afinal, é uma maneira de expandir sua empresa. 

FERRAMENTAS ONLINE

Foto: Claudiu Hegedus

Dependendo do caso, ferramentas e aplicativos online já são de imensa ajuda para manter o negócio funcionando. Profissionais da educação, terapeutas e psicólogos, professores de dança, personal trainers, cantores… São várias as profissões que podem aproveitar aplicativos como o Skype e o Zoom para continuarem as atividades de alguma forma. 

É claro que começar um novo modelo de negócio é sempre desafiador e exige um tempo de adaptação, mas vale a tentativa para quem consegue adotar soluções como essa. Caso seja possível, testar diferentes plataformas com o cliente até achar a que melhor atende às expectativas de ambos os lados é uma boa. Vai fundo e já começa a conversar com a galera! 

AJUDE TAMBÉM SUA BASE 

Se você percebeu uma queda no número de vendas, mesmo com cupons, descontos e deliveries, que tal adotar soluções mais criativas? A iNBOx Shoes, por exemplo, criou uma campanha na qual qualquer pessoa pode ser revendedor da marca. Quem se inscrever poderá oferecer aos clientes 5% de desconto, recebendo uma comissão de 30% ou 20% sobre as vendas.

Desenvolver esse sistema de colaboração é forma de ajudar a todo mundo, além de ser algo que pode ser implementado por marcas dos mais variados setores. É como aproveitar o modelo de negócio da Avon ou da Natura, sabe?  E você não precisa necessariamente se limitar a esse modelo – é só deixar a criatividade fluir 😉

CO-CRIE COM OUTROS PROFISSIONAIS E MARCAS 

Foto: Aldo Delara

Durante esse período de quarentena vários famosos estão aproveitando suas plataformas para ajudar a galera autônoma. A Anitta tem chamado desde de professores de dança até aulas de francês, tudo por meio de lives no Instagram. 

Caso você já tenha uma base legal nas redes sociais, que tal promover lives como essas com marcas parceiras ou profissionais que conversem com o seu nicho? Além de ser um auxílio mútuo, clientes novos podem chegar até o seu negócio. É interessante até mesmo montar um calendário para as pessoas conseguirem acompanhar tudo! 

PROMOVA SÉRIES ESPECIAIS NAS REDES DA MARCA

Foto: Nikita Kachanovsky

É claro que uma das maiores preocupações de todo empresário é manter o seu negócio funcionando. Mas, que tal investir também em passatempos ou ideias para os clientes? Fazer ações nas redes sociais da marca como mini aulas e dicas são um serviço ao consumidor, além de gerar engajamento. 

Nos últimos dias, por exemplo, encontramos várias publicações no Instagram sobre saúde mental, home office e produtividade. Aproveite o período que estamos vivendo e pense em pautas que se relacionem com o seu nicho para criar essas ações. Até uma série de publicações no Instagram já é alguma coisa e faz com que o cliente lembre-se da marca. 

MATERIAIS ONLINE

Essa última dica também exige um esforço maior, mas prometo que vale a pena! Dependendo do mercado que você está inserido, esse é o momento ideal para desenvolver produtos digitais. Podem ser cursos, e-books, um aplicativo especial ou qualquer outro tipo de material digital que envolve a área do seu negócio. 

Agora, caso o seu objetivo atual seja atrair novos clientes para compras futuras, é interessante distribuir algo gratuitamente para capturar leads. Ou seja, conseguir o e-mail da galera para manter contato e depois informar todo mundo sobre as novidades da loja. Esses “freebies” podem ser versões enxutas de produtos e serviços vendidos, como um spoiler do que a pessoa vai encontrar caso ela decida virar cliente sua. 

***

Se você gostou das ideias, compartilha o post com outras pessoas que também possam se beneficiar delas! Espero que elas também aproveitem cada uma dessas sugestões. E lembrem-se: fiquem em casa, lavem as mãos e valorizem negócios locais.