Para aqueles que gostam de programas tradicionais, uma boa pedida é tomar um chá da tarde em Londres! Tem programa mais típico?

Uma amiga que estava morando na cidade fez a gentileza de reservar uma mesa para a gente no Hilton, que oferecia um cardápio fechado por cerca de 25 libras e incluía doces, salgados, mini sanduíches e chás a vontade. Confesso que fiquei intimidada, pois ir ao Hilton para fazer qualquer coisa não é muita a minha cara. Acho a marca chique, sem dúvidas, mas também careta. Mas encarei a experiência.

Ao chegar no hotel, que estava bem movimentado, minhas suspeitas se confirmaram: pessoas muito bem vestidas e com ares de “executivos de alto escalão” super ocupados nos seus celulares e laptops. Nós fomos conduziadas ao salão de chá e a pompa continuou: ao chegar o salão, uma recepcionista bem vestida se ofereceu para guardar nossos casacos e sacolas. Depois de um dia caminhando bastante pra cima e para baixo, um bom chá quente ia cair como uma luva!

O salão era bem clássico, com mesas redondas pequenas, cadeiras “rococós” com veludo verde meio antigo, pessoas bem vestidas tomando os seus chás e falando baixinho. Aliás, só mulheres! Um grupo chegou junto com a gente e quebrou um pouco a seriedade do ambiente. Eram jovens londrinas muito das barulhentas, celebrando uma bela tarde entre amigas.

The Waldorf HiltonA nossa mesa estava pronta, com xícaras brancas discretas (e confesso que esperava mais da porcelana! Cadê minha xícara de flores? Humf!). Mas a hora que chegou nossa comida eu já tinha esquecido de tudo: pratinhos com deliciosos Scones feitos bem quentinhos, tortinhas de creme com frutas vermelhas, manteiga, geléia caseira e mini sanduíches variados. Estava tudo divino!

The waldorf Hilton 2A carta de chás era uma coisa a parte. Eu adoro chás, posso dizer que desde criança eu bebo chá com bastante frequência, mas não sou nenhuma conhecedora. Quando me deram o cardápio fiquei com aquela cara de concha de “e agora?”, porque eram chás super especiais, de diferentes procedências. Não tinha nenhum dos que eu conhecia (infusões de camomila, hortelã, erva cidreira, hehe!). Até o “chá preto” inglês não tinha. Porque de chá preto tinha bem uns 15! Earl Grey, Darjeeling, Orange Pekoe, Ceylon… Bom, eu fiz cara de conteúdo, vi um que tinha Jasmin no meio e pedi. Menos mal, deu tudo certo.

E além de tudo, veio o Tea Timer que eu comentei neste post aqui, que eu nunca tinha visto até então, e achei ótima a frescurinha!

Recomendo muito o programa para quem topar tomar um chá bem tradicional em Londres!