Um dos maiores atrativos de viajar pela Itália é ter a oportunidade de aproveitar a gastronomia do país. Cada região e até cada cidade têm pratos que são únicos e a Toscana, especialmente, é cheia de particularidades em relação à gastronomia das suas cidades mais famosas.

Sua capital, Florença, encanta com suas paisagens, igrejas, museus e, claro, com seus restaurantes. Fazer um tour gastronômico pela cidade, conhecendo seus pratos mais tradicionais e lugares voltados para quem ama o assunto também deixa a experiência de viagem ainda mais interessante!

Jantar especial no melhor restaurante da cidade

Conhecido como o melhor restaurante de Florença, a Enoteca Pinchiorri é o único restaurante da Toscana com três estrelas no guia Michelin. Ele é bastantes indicado para comemorar ocasiões especiais por oferecer uma experiência de jantar bastante única.

É um restaurante mais caro, que exige reservas e com um dresscode mais formal. Fica no piso térreo de um palácio do século XVIII e é conhecido pela excelência e perfeição de seus pratos. O maior destaque, porém, é a sua adega! Dizem que é considerada a mais valiosa da Toscana, talvez até mesmo da Itália.

Fonte: Where to Go

Degustação de vinhos em uma enoteca

As mais lindas vinícolas da Itália se encontram na Toscana e, justamente por isso, o enoturismo é fortíssimo por ali! As uvas crescem entre paisagens de tirar o fôlego e os passeios para conhecer todo o processo são maravilhosos.

Só para citar algumas vinícolas interessantes que oferecem tours, temos a Biondi Santi (em Montalcino), a Barone Ricasoli (em Chianti) e a Antinori (em Val di Pesa). Mesmo assim, também dá para aproveitar muito os vinhos da região na própria capital da Toscana! Para isso, programe uma parada em uma das várias enotecas da cidade.

Fonte: In Vino Viajas

Conhecer o Mercado Central e o de Sant’Ambrogio

O Mercado Central é o principal mercado alimentar de Florença e, por isso, se tornou bastante turístico. A entrada fica próxima do Mercado de São Lourenço, uma feirinha de rua com barracas que vendem artesanato. Lá é possível comprar carnes, queijos, vinhos, frutas, verduras e outros produtos locais. Fora isso, o mercado também conta com uma parte de restaurantes onde dá para degustar o melhor da culinária da Toscana!

O mercado de Sant’Ambrogio é outra boa opção e, apesar de vender produtos e ingredientes similares ao Mercado Central, é o preferido de muitos chefs e cozinheiros.

Fonte: Luma Peganella (Mercado Central de Florença)

Provar comidas tradicionais

Florença tem uma culinária bastante tradicional e marcante que é conhecida por toda a Itália e até internacionalmente. De inspiração camponesa, fazem parte dela itens como azeite de oliva, tomates, presuntos e salames. O que mais atrai os viajantes, porém, é a bistecca alla Fiorentina, um filé grelhado macio e grosso.

Ainda temos pratos típicos como a pappa al pomodoro (mistura de molho de tomate, pão, azeite, alho e sal), a ribolita (espécie de sopa com verduras, feijão e cebola que é servida com fatias de pão com alho) e a trippa alla fiorentina (estômago da vaca com molho de tomate e temperos toscanos).

Fonte: Chew Town Food Blog (Bistecca Alla Fiorentina)

Na parte de sobremesas, temos muitos doces feitos com amêndoas ou castanhas moídas. O panforte, por exemplo, é um pequeno bolo com amêndoas moídas, casca de laranja e mel. Outro doce que costuma ser servido ao fim da refeição é o cantucci, biscoitos de anis com amêndoa que são mergulhados no café ou vinho para amolecer.

Fonte: Very EATalian (Cantucci)

Passar por muitas gelaterias

Por último, a melhor parte desse tour gastronômico por Florença! Claro que eu estou falando de gelato! Dizem que ele foi inventado na Toscana, então, é óbvio que você precisa parar a cada esquina para pegar uma delícia dessas e conhecer os encantos de Florença. Quer boas indicações? Não deixe de passar nas gelaterias La Carraia e na Carapina.

Fonte: A Dusty Olive Green

Por Mariana Martins, do Mari and The City