Às margens do Lake Wakatipu fica uma das cidades turísticas mais encantadoras da Nova Zelândia. Queenstown é super charmosa e cheia de atrações naturais, principalmente para quem ama esquiar e fazer trilhas.

As montanhas e águas cristalinas são os principais marcos dessa região, que é super organizada e com atrativos para todas as idades. Caso você tenha a oportunidade, não pense duas vezes antes de marcar sua viagem para conhecer essa parte da Ilha Sul.

Quando ir

Foto: Alessandro Erbetta

As atrações de Queenstown variam muito de acordo com a época do ano. No inverno o local se transforma no paraíso para quem ama neve e adora esquiar (ou sempre teve o sonho de praticar a atividade). Se esse for o seu caso, dê preferência para os meses de junho à setembro. Ah, e se quiser saber o nome de algumas estações de esqui na Nova Zelândia, é só clicar aqui.

O verão já é mais indicado para quem adora fazer atividades ao ar livre e praticar esportes radicais. Os mais aventureiros podem arriscar pular de bungy jump e aproveitar uma vista bem diferente da cidade. Quem gosta de fazer trilhas não pode deixar de caminhar pelo Queenstown Hill.

Como chegar

Foto: Jeff Finley

O trajeto para chegar quem Queenstown irá depender muito do seu ponto de partida. Se você estiver na Ilha Norte, em Auckland ou Wellington, por exemplo, terá que pegar um avião até a Ilha Sul. Eu e o Paulo, por exemplo, fizemos o trajeto Auckland – Christchurch. Como estávamos fazendo uma roadtrip, fomos de carro até Queenstown, que foi um dos últimos destinos do nosso roteiro.

No entanto, caso você já esteja na Ilha Sul, é só procurar qual a melhor estrada e aproveitar bastante o passeio. Muita gente pode achar cansativo viajar de carro, mas as paisagens ao longo do percurso são de tirar o fôlego. Inclusive, nós paramos várias vezes no meio da estrada para apreciar a natureza e fotografar.

Onde se hospedar

Foto: Divulgação

Dois dos melhores hotéis para se hospedar em Queenstown são o Stoneridge Estate e o Azur Lodge. Os dois seguem o estilo de hotel boutique que eu e o Paulo adoramos, com um serviço de boa qualidade e acomodações super charmosas.

Outro ponto positivo em relação à essas hospedagens é quanto à localização delas. Ficam bem próximas do centro e contam com vistas incríveis. A atmosfera deles é bem intimista e os restaurantes também são sempre muito elogiados!

Onde comer

Foto: Divulgação

Apesar da culinária da Nova Zelândia ser conhecida principalmente pelos frutos do mar, o país tem muitos outros pratos à oferecer. Em Queenstown, por exemplo, você tem a chance única de ir até Fergburger. Os lanches desse restaurante são famosos no mundo todo e eles só são encontrados nessa unidade – a marca não possui nenhuma filial! Vegetarianos e veganos encontram duas opções de hambúrguer: um de falafel e outro de tofu.

Para um almoço ou jantar um pouco mais refinado, vá sem medo ao Rata. Há quem diga que ele está entre os melhores restaurantes do país! Um dos maiores sucessos da casa são os profiteroles de queijo de cabra. A porção é perfeita para quem estiver em dupla. Vegetarianos podem pedir pelos cogumelos servidos com alcachofra, avelãs e tomilho. Já para quem não possui nenhum tipo de restrição alimentar, lamb e pork belly são boas opções.

O que fazer

Foto: @dinohrastovec

Agora, a parte mais difícil do planejamento do roteiro: decidir quais serão os passeios. Se um dos seus principais intuitos é relaxar, já pode adicionar a Onsen Hot Pools na sua lista de must do. O local é repleto de banheiras de água quente, todas cercadas por paisagens surreais. Quase o paraíso, né?

O oposto disso, e ideal para quem quer sair da zona de conforto, é fazer um passeio pela Canyon Skippers Road. Essa estrada é considerada uma das mais perigosas do mundo e foi construída à mão por mineiros há mais de 100 anos. O trajeto tinha como principal objetivo facilitar as buscas por ouro, facilitando o acesso ao Shotover River.

Por ser um local considerado perigoso, faça essa atividade com uma equipe especializada e guias preparados. Algumas sugestões de empresas que oferecem o passeio: Nomad Safaris, 4W Expeditions e Skippers Canyon Jet.

Ah, outra atração que não pode ficar de fora da sua lista é o Skyline. Esse passeio de gôndola é daqueles que te deixa com friozinho na barriga, mas cenários que fazem tudo valer a pena. Só não indico essa atividade para quem tem muito medo de altura, já que a gôndola leva os turistas a mais de 400 metros de altura!

***

Queenstown é uma cidade apaixonante! Se vocês ficaram com vontade de saber ainda mais sobre ela e como foi a nossa experiência por lá, é só dar uma passadinha no nosso canal 😉