Eu e o Paulo fomos ao D.O.M. em São Paulo, o restaurante premiado com 2 estrelas pela Michelin e único com esse título até 2018. O local é dono do PF mais caro do Brasil, afinal, o criador é o chef de cozinha Alex Atala. Super conhecido e premiado, o chef propõe uma nova experiência gastronômica com ingredientes super autênticos da cozinha brasileira.

Mas aí, será que vale a pena pagar tão caro para comer um Prato Feito? A gente foi até lá para saber o que tem de tão especial nessa refeição completa e contar tudo sobre um dos melhores restaurantes do mundo. Até porque, o D.O.M. já esteve em quarto lugar no ranking. Se liga!

O cardápio do D.O.M.

O D.O.M. também é conhecido pelo menu degustação, onde pode-se pagar um preço – alto – para ter a experiência completa e experimentar muitos pratos, desde a entrada até o prato principal. Essa opção está disponível tanto no almoço como no jantar, mas mesmo assim, nós escolhemos pedir ~apenas~ um prato feito, que já vem MUITA coisa!

Preços e sabores

O preço pelo PF, chamado de almoço executivo no cardápio, é R$ 98,00 e acompanha uma entrada, com…formiga! Sim, uma delas em cima de um pedaço de abacaxi e outra dentro de uma bala de cachaça. O Paulo adorou, e eu, que sou vegetariana, acabei experimentando. É bem inusitado, principalmente por causa da textura, mas vale a pena provar. 

Entrada de abacaxi, bala de cachaça e formiga saúva.

Depois, antes de chegar o PF, foi servido uma salada, para começar de uma forma bem leve. Junto, vieram várias comidinhas feitas com mandioca, que é um dos ingredientes bases da comida brasileira – uma delícia, e eu já estava satisfeita aqui!

Salada e molho, que chegou antes do Prato Feito.

Essas entradas para mim foram essenciais. É como se eu pudesse ter experimentado vááárias possibilidades feitas com mandioca ao mesmo. Junto, acompanhava um creme muito bom e que combinou demais com a proposta!

Comidinhas feitas com mandioca.

E finalmente o PF, que você pode escolher entre peixe, frango ou escalope de filé, acompanhado de arroz, feijão preto e carioca, couve, farofa e batata. Não tem opções vegetarianas no cardápio, mas pedi para fazerem couve e farofa sem bacon e ovo frito no lugar da carne, e ficou tudo certo – ponto positivo aqui <3

Farofa, batata e couve refogada.

O Paulo tem uma certeza na vida: ele prefere feijão preto! hehe! E realmente, é muito gostoso. Mas, vieram as duas opções e eu acho muito bacana poder escolher entre um ou outro.

Arroz, feijão preto e carioca.
Meu prato, com ovo e prato do Paulo, com escalope de carne.

Viu gente, é muita comida! E são as combinações mais brasileiras e tradicionais possíveis, feitas de uma forma maravilhosa. Realmente, uma experiência incrível.

Vem muita coisa, gente!

O ambiente do D.O.M.

O local fica na Barão de Capanema, nos Jardins, em São Paulo. A decoração tem muito a ver com a proposta dos pratos, afinal é uma mistura entre o clássico e o moderno. Vale a pena lembrar que são pratos com ingredientes que contam muito sobre a história do Brasil, apresentados de uma forma contemporânea.

Bônus – opção mais barata de Alex Atala 

Se você quer apreciar a gastronomia de Alex Atala, mas não pretende desembolsar tanto, o chef possui outro restaurante também em São Paulo, que chama o Dalva e Dito. Lá, uma porção de caldo de feijão sai por apenas R$ 14 🙂

***

E aí, você acha que vale a pena pagar R$ 98 em um prato feito? Eu e o Paulo gravamos toda a experiência no D.O.M. nesse vlog que fizemos por alguns lugares de SP. Comenta lá sua opinião pra gente saber!