De todas os boatos do mundo, esse é o pior. E o pior de tudo é que não é nem boato. De acordo com os maiores fabricantes do mundo, entre eles a Barry Callebaut, a fonte de felicidade em forma de alimento está com os dias contados. O motivo? Consumo excessivo. E quando eu digo que o fim do mundo está proximo ninguém acredita. Desculpem a emoção. Esse post foi escrito no calor do momento, assim que li a notícia – foi bem na hora da fome, aquela que dá antes de dormir. Tensão level 1000.

Enfim, acontece que só no ano passado, o nosso mundão consumiu mais ou menos “70 mil toneladas métricas de cacau além do volume produzido” (Estadão). Não faço a mínima ideia do quanto é isso, mas pelo visto não é pouca coisa. Calma que a gente ainda não chegou na pior parte. Segundo a Callebout e a Mars, Inc, nos próximos cinco anos a previsão é de que esse número negativo pode chegar a 2 milhões de toneladas métricas.

O principal motivo para a crise do chocolate é a falta de cacau. Os países da África Ocidental são os maiores produtores de cacau do mundo (eles fornecem cerca de 70% para todos os continentes) e a seca tem afetado e muito a produção. Isso sem contar as pragas e o trabalho que dá ter uma hiper fazenda de cacau, o que tem feito muitos agricultores mudarem suas plantações para alimentos que dão mais lucro, como o milho.

Aí a história chega em você, em mim, no vizinho e cia: estamos comendo chocolate demais. A demanda é tanta que nem as plantas comportam tanto desejo por cacau, minha gente. Então você chega pra mim e fala: “Ok, Marina, beleza. O máximo que vai acontecer é o chocolate ficar mais caro, mas óbvio que não vai acabar!”. Tá! O negócio é que desde 2012 as marcas têm aumentado os preços – a alta ultrapassou os 60%!. Pode acontecer de o chocolate ficar disponível a preço de ouro, sim. Mas também pode acontecer de ele sofrer uma “mutação laboratorial” pra durar até o fim dos nossos dias. “Há tentativas em andamento para tornar o chocolate barato e abundante – e, nesse processo, o doce acaba ficando tão sem sabor quanto os tomates comprados nas lojas de hoje”. Ou seja, pelo visto daqui a algum tempo vamos é comer alguma coisa socada de açúcar, com uma corzinha que lembra de longe o marrom brilhante de uma calda de cacau 100%. Eles vão nos vender dizendo que aquilo é chocolate!

peachy-bliss-tumbler-ickfd-chocolate-vai-acabar2peachy bliss

O jeito é esperar, torcer para que a Terra se torne abundante e espaçosa para comportar toneladas de cacaueiros e, claro, preparar o estoque. (fonte: Estadão).

PS: Oi, tô aqui de novo uma semana depois de ter publicado esse post. De acordo com uma matéria da Veja SP, os produtores da Barry Callebaut não confirmaram aqueles dados enormes com relação à escassez do chocolate. A produção vai ser um pouco menor, claro, mas nada tão alarmante, segundo eles. Confira a reportagem aqui.

O que você acha que vai acontecer?