cheirar-chocolate-cacau-reuters-ickfd-2

Olha ele! Você não vai acreditar, mas o chocolate está dominando a pista de dança de várias baladas europeias. E chegou com tudo: compõe bons drinks, toma forma de pílulas e até mesmo se oferece em forma de pó, pra ser cheirado, mesmo. Pois é, essa foi a alternativa que muitas casas noturnas escolheram para evitar o consumo de bebidas alcóolicas e drogas durante a night.

Como o cacau em pó é um ingrediente rico em epicatequina – um elemento que dá energia e dilata os vasos sanguíneos -, funciona como um energético natural. O problema é que, mesmo não sendo considerado uma droga, a gente sabe que o chocolate tem o poder de fazer a gente querer mais e mais, ou seja: vicia mesmo.

cheirar-cacau-chocolate-ickfd-reutersFotos: Reuters

Para Ashley Gearhardt, pesquisadora da Universidade de Michigan, a vontade louca por chocolate  surge na mesma região do cérebro que influencia o vício em substâncias mais pesadas, digamos. A maneira do consumo é que pode ser benéfica ou não ao corpo. O cacau em pó presente em receitas, por exemplo, age com os benefícios de um alimento funcional – é rico em antioxidantes e flavonóides. Por outro lado, inalar o pó pode não ser uma ideia tão interessante: o médico Jordan Josephson, do Hospital Lenox Hill (NY), explicou em entrevista ao LiveScience que ao cheirar cacau, o nariz pode reconhecer o tão querido ingrediente como algo nocivo ao corpo. Ou seja, melhor manter o cacau só no chocolate quente, tá?

Mesmo contra as sugestões médicas, tem gente que gosta de viver no perigo. É o caso do chocolatier belga Dominique Persoone, que já trabalhou ao lado de grandes chefs, como Heston Blumenthal e Ferran Adriá. Persoone improvisou um dispositivo que funciona com um gatilho que dispara chocolate em pó direto nas narinas – a mistura conta com ingredientes como gengibre e framboesa. A ideia surgiu para uma festa da banda Rolling Stones, em 2007, e fez sucesso. Ao longo de sete anos, o chocolatier vendeu 25 mil unidades do kit catapulta de chocolate.

cheirar-chocolate-cacau-ickfd-reuters

O kit “Chocolate shooter” conta com o utensílio e mais duas caixinhas de chocolate em pó, uma com gengibre e outra com framboesa. Custa €45, o que dá aproximadamente R$ 172, e pode ser adquirido aqui. Persoone garante que sua invensão é segura e os chocólatras podem cheirar seu ingrediente favorito sem medo, desde que com moderação. Você arriscaria?

Fontes: Reuters/Daily Mail/Sos Solteiros