Mulheres no poder nunca tiveram tanta força como hoje. Segundo dados da pesquisa realizada pela Grant Thornton, o número de mulheres ocupando cargos de chefia em empresas de médio porte no Brasil passou de 2% para 11% de 2012 para cá. Mesmo estando longe de uma igualdade entre gêneros, a tendência é aumentar a participação feminina no poder.

O cinema pode ser uma ótima ferramenta de empoderamento, não é mesmo? Para provar que sim, selecionei três filmes incríveis e relativamente novos dirigidos por mulheres:

Inverno da Alma

O filme rendeu nada mais nada menos do que a primeira indicação ao Oscar de Melhor Atriz para Jennifer Lawrence – com apenas 20 anos na época. John Hawkes também concorreu ao prêmio na categoria de Melhor Ator Coadjuvante. O longa foi escrito e dirigido por Debra Granik e rendeu ótimas críticas.

Ree Dolly (Jennifer Lawrence) é uma menina de 17 anos que cuida dos irmãos e da mãe doente. Para não perder a casa na qual mora com a família, ela decide ir atrás do pai que a abandonou há alguns anos. Ele tem problemas com drogas e usou a casa da família como garantia de sua liberdade condicional, mas acabou sumindo.

O longa é um ótimo suspense. Tudo muito bem produzido, desde a escolha das locações até o roteiro. É claro que a atuação de Lawrence acaba roubando a cena, é incrível!

Selma