tea mix with lemonFonte: Sanavita

Já contei um pouquinho pra vocês sobre as principais diferenças entre os seis tipos de chá e agora vamos falar sobre cada um deles. Pra começar, escolhi o chá branco. Você sabe por quê ele tem esse nome?

O chá branco se chama assim devido à “penugem” esbranquiçada que envolve os brotinhos das folhas de chá. Esse tipo de chá é geralmente preparado somente com os brotos, ou com brotos e uma ou duas folhas jovens. Por isso, a cor branca dos brotos se destaca.

A colheita é feita de forma extremamente cuidadosa. Os brotos e folhas devem ser removidos minuciosamente, para não sejam danificados. Isso porque o chá branco deve ter o mínimo de oxidação possível. Se eu colher os brotos com força e apertar as folhas, as células da folhinha serão rompidas e entrarão em contado com o oxigênio. Dessa forma, o processo de oxidação (não desejado) vai começar.

Após a colheita, os brotos e folhas passam por um processo chamado “withering”, ou secagem natural (tradução livre). Nessa etapa, as folhas são espalhadas lado a lado em uma bandeja de bambu (ou sintética) e deixadas em repouso para perder um determinado percentual de água. A secagem natural pode ser feita com a luz do sol ou em salas fechadas com temperatura, umidade e circulação de ar ideais para que o processo se desenvolva.

cha-branco-o-guia-flor-cha-branco-ickfdFonte: Pixabay

O chá branco praticamente não tem nenhum processamento. Por esse motivo, esse tipo de chá tem sabor e aroma muito sutis. É um chá leve, que pode conter certa suntuosidade natural. O chá branco costuma ter notas florais, adocicadas e de baunilha.

É perfeito para beber uma xícara sentada na rede, ouvindo o barulho da chuva lá fora. O aroma do chá se funde com a chuva que cai e evapora.

Quer saber mais sobre chás? O Instituto CHÁ inaugurou, em março, o primeiro curso de Sommelier de Chá do Brasil. As turmas ocorrem em Curitiba, São Paulo e Rio de Janeiro. Escreva para contato@institutocha.com e viaje conosco pelo maravilhoso Mundo dos Chás.