Sim, as ilhas de Kuna Yala são realmente bem parecidas umas com as outras, mas é claro que cada uma delas tem um diferencial. Uma das ilhas mais legais que conhecemos na viagem foi Morrodub (ou Barbecue Island) e isso se deve principalmente pela limpeza e “decoração” do lugar. Logo de cara a ilha chamou a nossa atenção, pois era a única que visitamos onde a cabana ficava bem no centro, protegida por coqueiros dos dois lados.

A decoração também tinha todo um charme: caminho com conchas, estrelas do mar, plaquinhas… Era realmente uma graça!

O local ainda possui rede de vôlei e algumas redes pretas bem bonitas espalhadas. É um lugar bem confortável e perfeito para passar o dia todo relaxando.

Mas você deve estar se perguntando o porquê dessa ilha ser tão diferente das demais, né? Bom, todas as ilhas por lá são propriedades de algum ou alguns kunas. Os donos da região são os responsáveis por manter a área limpa e bem cuidada, então, essa variação da quantidade de lixo, conforto e hospitalidade vária bastante em cada lugar.

A ilha pode tanto pertencer a uma só família, como é o caso de Cambombia, mas existem casos de regiões com até 26 donos que vão alternando de tempos em tempos quem ficará por lá. Morrodub é uma dessas ilhas com vários donos e, quando fomos visitá-la, os antigos proprietários tinham deixado o local há apenas três dias. Atualmente, quem está responsável por lá é a Lesbia.

Apesar do lugar continuar limpo, vimos que as coisas não estavam tão organizadas como o Italo (dono e comandante do nosso veleiro) tinha comentado. Isso porque ele estava acostumado com os antigos donos.

Essa troca constante de famílias nas ilhas dificulta um pouco o relacionamento com os veleiros e turistas, afinal, a experiência no local depende muito do tratamento e da limpeza.  É importante falar isso porque você pode fazer exatamente o mesmo roteiro que a gente e ter uma experiência completamente diferente.

Mesmo com essa questão da troca de famílias, nós curtimos bastante o nosso passeio por lá. O mar estava bem limpo e pudemos fazer snorkel com uma ótima visibilidade. Bem pertinho de lá tem um coral enorme cheio de peixes lindos e diferentes, como é o caso do “peixe galinha” que recebeu esse nome por possuir uma carne bem mais densa do que a de um peixe comum.

Lá também é bem fácil encontrar os tubarões bobos, uma espécie bem mansinha. Infelizmente não conseguimos encontrar nenhum porque o mar estava mais agitado no dia, mas se você for até lá saiba que existe uma grande possibilidade de encontrar com um desses na água 😉

Aah, e mesmo que você não pretenda cair no mar, dá para ver esqueletos de baleia pela ilha!

Durante o dia, o Italo pescou um peixe e pediu para que a família preparasse o nosso jantar. O custo para isso é de 5 dólares por pessoa e o peixe ainda tem arroz como acompanhamento.

No dia da nossa visita, a família da Lesbia estava recebendo um grupo de estudantes e por isso achamos que o peixe foi preparado com muita antecedência. Quando o prato chegou, os meninos e a Francesca (namorada do Italo) falaram que o peixe já estava até frio. Eles não tiveram esse cuidado com a gente, mas não sabemos dizer se foi um incidente isolado porque naquele dia a ilha estava realmente mais cheia :/

Uma outra coisa legal de saber para quem está planejando a viagem é que a ilha é conhecida por suas tartarugas. O próprio nome, Morrodub, significa Ilha das Tartarugas (morro = tartaruga / dub = ilha). Em maio, elas vão até lá para colocar os ovos e, no fim de julho e começo de agosto, as tartaruguinhas começam a nascer. Deve ser lindo visitar a região nessa época, né?

Essa foi uma das ilhas mais diferentes que conhecemos na região e por isso achamos que vale a visita! E vocês, ficaram com vontade de passar uns dias por lá?