Cayo Lemon não é o mini arquipélago mais deserto da região, mas a proximidade das ilhas do porto Barsukun facilita muito a vida de quem vai ficar poucos dias em Kuna Yala. Eu diria que essa é a melhor alternativa para quem pretende passar duas noites na área, afinal, por lá você encontra belas ilhas e uma ótima infraestrutura.

Apesar do nome oficial do arquipélago ser Cayo Lemon, a região é bem conhecida como Banedup. Na verdade, Banedup é a principal ilha do arquipélago e por isso o nome pegou. Aliás, essa ilha também é conhecida como a “ilha da lavanderia”.

Pois bem, é em Banebup onde os comandantes, a tripulação e turistas dos veleiros costumam deixar suas roupas para lavar. Os kunas cavam poços com aproximadamente 4 metros de profundidade e a água que surge dali é menos salgada do que a do oceano – por isso é ideal para lavar roupa.

O preço médio para lavar uma sacola bem grande de roupas é 15 dólares + o sabão. O dono e comandante do nosso veleiro, Italo, costuma fazer isso e nos disse que a roupa volta impecável.

É também nesse arquipélago onde fica a ilha com o mar mais turquesa que visitamos: a Ilha Pelicano. Além da água com esse tom de azul vibrante, ela é uma daquelas ilhas bem pequeninhas cheia de palmeiras que lembram até um desenho animado.

Para vocês terem uma ideia do tamanho, em menos de dois minutos você consegue dar a volta toda na ilha. É surreal!

A água também é bem limpa e, por isso, é um dos melhores locais para fazer snorkel. É claro que eu e o Paulo não desperdiçamos a oportunidade e nos apaixonamos pelo coral lindíssimo próximo da praia.

Outro ponto de parada quase que obrigatório por lá é em frente a ilha de Nuinudup. Nós ficamos até meio chocados com a quantidade de veleiros parados na região e praticamente todos são de italianos, é quase um Little Italy no meio do mar! Apesar de só viver uma família de kunas na ilha, lá também é possível acampar.

Essa região também é bem cheia porque fica a apenas 15 minutinhos de barco de Chicheme, a ilha mais agitada de Kuna Yala que está sempre com festas. Como dormir em um lugar cheio e agitado não é a melhor opção, os turistas acabam preferindo passar a noite nos veleiros ou ilhas próximas.

Aah, e para quem viu o último vídeo do Panamá, foi nessa ilha que o Paulo cortou a perna no coral na briga com no tubarão, mas só cabe a você decidir se essa história é verdade ou mentira. E se você está curtindo os posts sobre Kuna Yala, também vale a pena ver o nosso vídeo por lá 😉