Antes de qualquer viagem, eu e o Paulo ficamos enlouquecidos pesquisando ao máximo lugares incríveis no destino – não é por acaso que vira e mexe eu peço indicações lá no meu instagram 😉 Como a nossa próxima parada é em Lisboa, não foi diferente e acabamos encontrando diversos locais maravilhosos na cidade.

Um deles é, definitivamente, o Time Out Market – também conhecido como Mercado da Ribeira que existe desde o ano 1100. O projeto de revitalização desse mercado lisboeta tão tradicional começou em 2010, quando a equipe da revista Time Out ganhou um concurso da Câmara Municipal de Lisboa. O prêmio dava concessão para explorar parte do piso térreo e do primeiro andar do mercado – foi aí que tudo começou.

O projeto ambicioso era de reunir o melhor de Lisboa em um só lugar: restaurantes, bares, cafés, lojas… Como está na própria descrição do site oficial: “Se é bom vem na revista, se é ótimo vai para o mercado”. E assim foi feito! As obras começaram em 2013 e, em maio de 2014, o mercado abriu as portas novamente – mas dessa vez com um conceito totalmente novo, o de Food Hall.

Foto: Contando Destinos

Cada quiosque tem seu charme e tudo ainda se mistura com o mercado tradicional. Atualmente, o Time Out Market conta com mais de 40 espaços de comidas e bebidas; 6 lojas; um estúdio dedicado à eventos (shows, feiras, palestras, conferências, entre outros); e uma academia que, na verdade, é uma escola de cozinha que oferece workshops várias vezes na semana.

Foto: @academiatimeout

O local enche muito a partir das 13h, então vale tentar chegar 12h para evitar tantas filas. Os melhores restaurantes e quiosques, infelizmente, não oferecem muitas opções para vegetarianos, mas ainda assim qualquer turista vai encontrar alternativas. Aah, os preços também são atrativos se compararmos com os restaurantes dos chefs renomados que estão presentes no espaço.

Para quem ainda está perdido e não sabe por onde começar a montar o roteiro, vale conferir a descrição dos locais no site! Eu, que já fiz a minha seleção, vou compartilhar o que encontrei de mais legal por lá – mas fiquem a vontade para colocar mais sugestões nos comentários, ok?

Henrique Sá Pessoa

Foto: Saboreando Por Aí

Estrelado Michelin, Henrique Sá Pessoa é um dos chefs mais famosos de Portugal – aliás, vale a pena conhecer o restaurante Alma, que também fica em Lisboa. No restaurante do mercado tem muitos pratos típicos portugueses como 2 variedades de bacalhau. O mais famoso, no entanto, é o Leitão Confitado. Não tem muitas opções vegetarianas, a não ser o couscous de ricota e cenoura + sobremesas.

Miguel Castro e Silva

Foto: Judy From July

O prato mais famoso por aqui é o francesinha, um sanduíche enorme com Cachaço (pescoço de porco) ou acém + linguiça, queijo, sal, paprika, alho e muitas outras delícias. O Paulo já tá desejando experimentar 😉

Alexandre Silva

Foto: Divulgação Time Out Market

Alexandre Silva também é um chef superfamoso no país e tem um estilo que foge um pouco da tradicional gastronomia portuguesa. No quiosque do mercado, as opções são mais clássicas, mas ainda assim muito gostosas como a barriga de porco, o risoto negro com vieiras e algas e o pica pau de atum que leva mel, kimchi, batata doce e picles. As entradas têm mais opções vegetarianas com legumes: sopas, salada de batatas, queijos com compotas e pães caseiros… Parece delicioso!

Miguel Laffan

Foto: Mutante

Tem muita gente que acha frango sem graça, mas no corner do Miguel Laffan você corre o sério risco de mudar de opinião. O restaurante era totalmente focado no ingrediente até abril de 2018 e, ainda assim, era considerado um dos melhores do mercado todo. Laffan, entretanto, mudou o menu nesse ano e incluiu muitos pratos com peixe – como o tartar de atum e o bacalhau feito na brasa – e carne de porco.

É claro que o frango não desapareceu do cardápio. A salada caesar continua e o frango na brasa é um dos mais pedidos 😉

Tartar-Ia

Foto: @timeoutmarketlisboa

Como o próprio nome já diz, esse é um restaurante especializado em tartar. Os mais pedidos são o de atum, salmão e o de bife asiático. Lá eles também oferecem 3 opções vegetarianas: o fourme d’ambert, o grego e o da estação. É uma ótima opção para quem está com vegetarianos na viagem, né? Eu mesma já quero provar!

Santini

Foto: @timeoutmarketlisboa

Esse é considerado o melhor sorvete de Lisboa e como eu sou apaixonada por esse doce, não poderia deixar de colocar o quiosque na lista – ainda mais porque viajo no verão! Mais de 70 anos após a inauguração da marca criada pelo italiano Attilio Santini, ela ainda conquista qualquer um com gelatos artesanais (inclusive as casquinhas são de fabricação própria)!

Manteigaria

Foto: Saboreando Por Aí

Falou em doce português, lembrou do famoso pastel de nata. Se não resistir e quiser provar um no mercado, não tem lugar melhor do que a Manteigaria. O processo é totalmente artesanal e feito com ingredientes de qualidade: não é por acaso que é considerado um dos melhores pastéis de nata de todo o país.

Garrafeira Nacional

Foto: Divulgação Time Out Market

Quer tomar e levar pra casa os melhores vinhos portugueses? Não deixe de passar na Garrafeira Nacional! Os vinhos do Porto e da Madeira são os mais pedidos por lá, mas você ainda encontra opções nacional de uísques, conhaques e aguardentes.

Toranja

Foto: Aneta in the City

Quer incluir uma loja de design no roteiro? Esse é o lugar perfeito! Aqui você encontra produtos originais de designers e artistas portugueses: fotografias, almofadas, quadros, posters e todo o tipo de artigo: úteis ou divertidos. É legal para encontrar peças autorais de produtores locais, né?

Conserveira de Lisboa

Foto: Seed & Tell

Para finalizar a listinha, não poderia deixar a sardinha de fora. As latas de sardinha da marca possuem um design incrível, todo colorido, e o local é praticamente uma instituição na cidade (funciona desde 1930). Além das sardinhas, aqui você também encontra outras conservas de peixes e mariscos.

***

Confesso que nem eu achei que o post ficaria tão grande, mas o local é tão incrível que não tinha como deixar de compartilhar com vocês!