Conhecer um deserto vai muito além de ver uma bela paisagem. Como vocês sabem, eu e o Paulo tivemos um experiência incrível do deserto de Wadi Rum, na Jordânia, mas por termos pouco tempo para explorar a região sentimos falta de conhecer muitos outros pontos – e é por isso que decidi fazer um post mais detalhado sobre o Wadi Rum 😉

wadi-rum-deserto-jordania-onde-ir-e-o-que-fazer-danielle-noce-1

Antes de qualquer coisa, para quem pretende ir para o deserto, indicamos que passem ao menos uma noite em uma tenda beduína. A experiência de dormir em um lugar como esse e poder ver o sol nascer é indescritível. Além disso, ter um contato mais próximo com os beduínos (nômades árabes que vivem no deserto) ajuda muito a entender mais sobre a cultura e a região.

No entanto, caso não tenham muito tempo ou prefiram ficar em hotéis, existem diversas empresas que buscam os turistas em Petra ou em Aqaba – aliás, nem pense em conhecer o deserto sozinho, a presença de um guia é indispensável. Para quem optar por esse trajeto, prefira algum tour que termine só após o pôr do sol, porque não tem nada mais bonito do que ver o céu todo estrelado no deserto.

wadi-rum-deserto-jordania-onde-ir-e-o-que-fazer-danielle-noce-2

Foto – iStock/cinoby

Para passeios mais curtos, das tendas até o centro de visitantes por exemplo, é possível fazer o trajeto andando em um dromedário. Para caminhadas mais longas e visitas a pontos de observação, a melhor opção é ir com um carro 4×4, mas não se preocupe pois todos os guias locais oferecem essa opção.

Nós indicamos muito os beduínos que nos ajudaram no tour e nos hospedaram nas tendas. Seguem os contatos: Hasan: 0799289402 / Ali: 0772386420 / Mohammed: 07723220010 / E-mail: moonvalley1234@gmail.com. Além da ajuda dentro do deserto, também fomos até Petra com eles 😉