Preparativos antes de viagens são sempre importantes, principalmente quando se tratam de destinos internacionais. Para os mais ansiosos, essa etapa começa meses antes. Por outro lado, o pessoal que deixa tudo para a última hora entra em uma corrida contra o tempo para organizar tudo. Vocês aí fazem parte de qual desses grupos?

De qualquer forma, uma boa checklist de viagem é essencial para que ninguém esqueça nada. Alguns detalhes que parecem simples podem evitar muitos perrengues, por isso planejamento é algo tão importante.

Documentação

Foto: Nik Guiney

Ter todos os documentos organizados é o principal passo para que tudo ocorra sem muitos problemas. Felizmente, a maioria das viagens na América do Sul podem ser feitas apenas com o RG.

Se vocês forem para um país diferente, não deixem de pesquisar sobre a necessidade de passaporte e visto. É preciso passar por alguns processos burocráticos e chatinhos para conseguir essas documentações, por isso tentem tirá-las o quanto antes.

Aos que já possuem esses documentos, chequemL a validade de cada um deles! Alguns países pedem que o passaporte tenha validade mínima de seis meses – fiquem atentos.

Deem uma olhada também quanto a necessidade de vacinas. Lugares como a Cidade do Panamá exigem que os turistas brasileiros tenham um certificado internacional de vacinação contra a febre amarela.O ideal é tomá-la pelo menos 10 dias antes da viagem.

Outra dica que faz toda a diferença: tenham uma cópia de todos os documentos. Elas podem ser impressas ou digitalizadas, servindo para casos de emergência caso bolsas sejam perdidas ou roubadas. Não deixem de ter no papel também as reservas do aéreo e da hospedagem. 

Seguro Viagem

Dani Noce em viagem pela Nova Zelândia

Ninguém pensa em ficar doente ou se machucar durante um passeio. No entanto, imprevistos acontecem e precisamos estar preparados para eles. Por mais que pareça algo dispensável, contrate um bom seguro viagem. Eles não costumam ser tão caros e evitam futuras dores de cabeça.

Vários países europeus demandam que os turistas circulando pela região tenham o seguro viagem. O documento pode ser até mesmo exigido no momento da imigração! Mesmo que o destino da escolha de vocês não tenha o seguro como obrigatoriedade, vale a pena o investimento 😉

Melhor época para ir

Dani Noce e Paulo Cuenca em Kuna Yala

Antes de fechar qualquer viagem, nunca se esqueçam de pesquisar qual a melhor época para ir. Normalmente as pessoas ficam mais ligadas no clima, procurando principalmente sobre os extremos – verão e inverno. É claro que saber esse tipo de informação é essencial, mas é preciso ter cuidado com fenômenos naturais, como furacões.

Os meses entre junho e novembro no Caribe, por exemplo, são conhecidos por fazerem parte da “temporada de furacão”. Levando isso em consideração, tentem fugir ao máximo dessas armadilhas da natureza.

Além disso, é interessante pesquisar os eventos da época. No caso de Austin, o South by Southwest costuma acontecer sempre no primeiro semestre do ano. Em 2019 o evento será do dia 8 a 17 de março. Sendo assim, coloquem na checklist de viagem de vocês os possíveis passeios de acordo com a programação cultural do país/cidade!

Dinheiro

Foto: LEMUR

O dinheiro envolve uma das dúvidas mais comuns de todo viajante, até mesmo aqueles já mais experientes. Afinal, é melhor levar dinheiro ou cartão em viagens internacionais? Dependendo do lugar, o dinheiro em espécie acaba sendo mais prático. Ainda assim, o cartão pré-pago, também chamado de travel money, é uma ótima opção para evitar grandes dívidas e mudanças no valor do câmbio. Para quem for usar o mesmo cartão válido no Brasil, não esqueçam de avisar o banco.

Mais um aspecto envolvendo dinheiro e que precisa ser muito considerado é quanto aos custos da viagem. Anotem os possíveis gastos com passagens, hospedagem, passeios, transportes e lembrancinhas. É válido até mesmo fazer uma planilha para ter uma noção geral e saber o quanto de dinheiro será necessário para cada particularidade da viagem.

Organização da mala

Look de aeroporto da Dani Noce

Depois de organizar toda a papelada da viagem, é hora de montar a mala! Ela deve ser pensada de acordo com a época do ano e a temperatura média daquele mês. Levem sempre um ou dois itens que fujam um pouco do clima previsto para também já estarem preparados.

Peças térmicas e corta ventos, por exemplo, são peças que não podem faltar em uma mala de inverno. Em contrapartida, roupas leves e vestidos são itens básicos para uma mala de verão compacta. Quanto aos cosméticos, procurem sempre carregar versões mini dos produtos, ou aqueles potinhos que podem ser reutilizados. Recomendo que adicionem um setor especial na checklist de viagem apenas para essa parte de malas 🙂

Mais dicas

Além dos links colocados ao longo do texto, vou deixar uma pequena listinha com outras sugestões de posts para ajudar vocês na organização da viagem!