Austin é a pura definição do diferente. A cidade, que é a capital do Texas, é super divertida e se autointitula como estranha, mas logo mais explico para vocês sobre isso. Ao contrário do restante do Texas, que é mais conservador, Austin é sinônimo de liberdade. 

Para quem gosta de lugares bem movimentados, até mesmo durante a noite, Austin é o paraíso. Ah, se você curte bandas ao vivo, irá se apaixonar ainda mais pela cidade. Eu e o Paulo adoramos os lugares que conhecemos e aproveitamos para ver vários shows. Vou falar para vocês algumas informações interessantes do local e um pouco do que fizemos por lá 🙂

Keep Austin Weird

Foto: University Coop

Keep Austin Weird, que significa na tradução literal “Mantenha Austin Estranha”, é o lema não oficial da cidade. Esse slogan define, basicamente, um movimento personificado por Leslie Cochran. O homem era um mendigo e andava pelas ruas da cidade vestindo roupas inusitadas – como as de uma líder de torcida. Ele até mesmo tentou concorrer ao cargo de prefeito três vezes!

Desde então, os moradores do lugar passaram a tentar sempre se opor ao normal. Esse foi um dos motivos que me fizeram gostar ainda mais da cidade, porque eles têm a mente muito aberta. Outro fato legal é que eles apoiam muito o comércio local e buscam um estilo de vida diferente, valorizando ainda mais a cultura de lá.

Clima

Foto: Paulo Cuenca

No geral, a temperatura em Austin é bem agradável. No verão, o tempo fica bem aberto e faz bastante calor, chegando até mesmo a uns 38º C. Se você for entre abril e outubro, se prepare para dias quentes! O inverno na cidade não é nada insuportável e não precisa nem ficar preocupado com neve. No restante do ano, o clima é ótimo, mas sempre vá preparado para mudanças repentinas no tempo. Nunca se sabe quando pode começar a cair uma chuva, né?

Hospedagem

Foto: Paulo Cuenca

Eu e o Paulo alugamos uma casinha por lá e essa essa é uma opção ótima – principalmente durante a alta temporada quando os hotéis ficam lotados. Caso você prefira se hospedar em um hotel, as melhores regiões para ficar são as de Downtown e South Congress. O primeiro lugar é ideal para quem quer ficar perto do centro da cidade e próximo da agitação. Já South Congress é um lugar mais descolado e perfeito para a galera jovem que gosta de uma programação mais diferente.

Alimentação

Foto: Stephanie

Se você gosta de churrasco e tacos, pode ter certeza que vai comer bem em Austin. Esses dois tipos de comida são super comuns na cidade e o melhor é que são muito saborosos e bem preparados. Um dos restaurantes que nós mais gostamos foi o Emmer and Rye, cheio de opções gostosas e ótimas para dividir com os amigos. Outro lugar com porções bem servidas e gostosas é o Moonshine Grill. Ah, se você quiser comer um taco super apetitoso, recomendo irem ao Guero’s Taco Bar. 

Vocês sabem que eu amo sorvete, certo? Em Austin existe uma sorveteria chamada Amy’s Ice Cream e lá eles vendem mais de 300 opções de sabores e vários tipos de cobertura. Acho que nem preciso falar o quanto eu amei esse lugar!

Locomoção pela cidade

Foto: Denkrahm

A melhor forma de locomoção pela cidade é o carro! Para ser bem sincera com vocês, o transporte público da cidade não é tão bom assim e pode acabar te deixando na mão. Claro que se você não tiver como alugar um veículo, o ônibus ainda é uma opção. Outra maneira é usar o táxi em lugares que o transporte público não passa.

Eu e o Paulo sempre gostamos de alugar nosso próprio meio de transporte porque assim podemos fazer o roteiro que quisermos sem muita preocupação. Um segundo fator bem positivo da locação do carro é a possibilidade de ir para lugares mais afastados do centro da cidade.

O que fazer

Foto: Paulo Cuenca

Existe bastante coisa diferente para visitar em Austin, como o Museum of The Weird. São várias coisas estranhas expostas, não tenho nem como explicar para vocês o que elas são! Além disso, vá também ao Zilker Botanical Garden – um parque bem fofo e gostoso para passar a tarde. Outros lugares legais para conhecer são a Barton Springs Pool, o Texas State Capitol e uma lojinha de coisas vintage chamada Uncommon Objects.

Um bairro perfeito para jovens curtirem com os amigos é o SoCo (South Congress); ele é bem moderno e animado. Lá você também encontra várias lojinhas locais com produtos bem originais. 

Não posso deixar de mencionar o South by Southwest (SXSW): um festival de tecnologia, música e cinema que acontece toda primavera. Eu e o Paulo fomos para participar dele e o nosso único “problema” foi a falta de tempo para ver tudo que queríamos. Expliquei um pouquinho mais sobre o SXSW neste post! Vale a pena dar uma olhada, principalmente se você gosta dos temas do festival 😉

Lugares mais afastados do centro

Foto: Taringa

Dois lugares que ficam um pouco longe do centro da cidade, mas merecem ser visitados, é a Hamilton Pool Reserve e a Gruene Historic District. Esse primeiro lugar é uma piscina natural linda e o trajeto até lá não demora mais do que 50 minutos. Mesmo que você não vá em época de calor para aproveitar a piscina, dê uma passadinha por lá. A paisagem é incrível!

A Gruene Historic District é uma cidade parecida com essas de filme de faroeste, sabe? Eu e  Paulo fomos num barzinho e ficamos dançando rockabilly – foi muito divertido! O lugar não tem nada de deslumbrante ou coisa do tipo, mas a atmosfera de faroeste é o que torna tudo especial.

Vida noturna

Foto: Tech Crunch

Como eu tinha mencionado para vocês logo no começo, a vida noturna de Austin é bem agitada. São várias opções de bares e baladas e a maioria deles conta com shows ao vivo. As bandas locais são ótimas e eu fiquei apaixonada por várias delas. Alguns dos lugares que nós fomos e recomendamos foram a balada Javelina e os bares Latitude 30 e Buffalo Billiards.

Agora uma informação bem importante: nem todos esses bares e baladas permitem a entrada de menores de 21 anos! Então, fique de olho nesse detalhe para não desperdiçar tempo, ok?

***

O estilo diferente e inovador de Austin conquista qualquer um que vai até lá. Me diverti muito com o Paulo e amei poder ver tanta coisa legal – principalmente as bandas ao vivo.

Minha visita até lá rendeu uma ida ao show do The Strokes e uma foto com o Jake Bugg! Filmamos tudinho para vocês, então se quiserem assistir é só clicar aqui. Também fiz um roteiro completo com todos os lugares que fomos e que pode facilitar o roteiro da sua viagem 😉