Amsterdam é uma das minhas cidades favoritas do mundo. Eu e o Paulo nos identificamos muito com o clima da cidade, sabe? Tudo nela funciona bem e os lugares são encantadores. A cidade é apaixonante e eu adoro cada pequena coisa dela – desde os telhadinhos fofos até os canais espalhados pela cidade.

Nós já visitamos a cidade algumas vezes, então vou contar algumas dicas bem legais para vocês que nunca foram! Nada melhor do que conhecer um pouco mais sobre o destino antes de ir viajar, né?

Hospedagem

Foto: Triflingthings

A cidade é cheia de lugares ótimos para se hospedar. Alguns dos melhores bairros são o Joordan, Grachtengordel ou Museumplein. Na nossa última viagem, nós ficamos no Lloyd Hotel & Cultural Embassy, que fica um pouco mais afastado do centro. Esse hotel é uma opção maravilhosa de estadia, porque ele oferece quartos dos mais variados preços, assim qualquer pessoa pode ter acesso a estrutura dele. O prédio é enorme e conta com uma biblioteca e um espaço para exposições. Apesar de não ficar no centro, a localização também é ótima. Se quiserem saber mais sobre o local é só clicar aqui 🙂

Locomoção pela cidade

Foto: Lindsay Fairbanks via Pinterest

Bicicleta é a palavra chave! Claro que existem outras formas de locomoção pela cidade, mas é desse jeito que você vai realmente ter uma experiência completa. A cidade inteira possui estrutura para os ciclistas e você se sente andando por um parque o tempo todo. Logo no primeiro dia eu e o Paulo alugamos as bicicletas no Black Bikes. As distâncias não são tão longas e é bem simples entender os caminhos e as ruas de lá. Eu expliquei um pouquinho mais sobre o uso da bicicleta por lá neste post

Quando ir

Foto: Paulo Cuenca

Chove bastante em Amsterdam – e em todos os meses. As estações do ano são bem definidas, mas a chuva é típica. Ela normalmente não é forte, mas está constantemente presente no dia a dia da cidade. As temperaturas são mais altas no verão e na primavera, além de os dias serem mais longos. No outono, as temperaturas já ficam mais amenas, sendo que no inverno fica realmente bem frio e o vento é mais forte. O calor na cidade nunca é tão intenso quanto o que estamos acostumados, ou seja, vá preparado para um friozinho.

Eu e o Paulo fomos em abril, na primavera, e adoramos essa época porque a cidade estava toda em clima de festa. Nessa época do ano acontece o Koningsdag, que é um feriado nacional para comemorar o aniversário do rei Willem-Alexander. O que vocês não podem se esquecer é de levar o bom e velho guarda-chuva, além de uma capa ou um casaco impermeável. 

Museus

Foto: Sickbvby

Para quem gosta de museus, Amsterdam é um ótimo destino! As opções na cidade são bem variadas e eles agradam diferentes tipos de público. Para quem gosta de arte, por exemplo, irá amar conhecer o Museu Van Gogh. Tanto a parte interna como também a externa dele são incríveis. Outro lugar, dessa vez para quem gosta de história, é a Casa de Anne Frank. O lugar tem bastante coisa interativa e é ótimo para entender ainda mais a importância de Anne Frank para a história. O Rijksmuseum e o Museu Ons’ Lieve Heer op Solder também são atrações que merecem a visita.

Culinária

Foto: Travel Addicts

Pensem em comidas gostosas e cafés superaconchegantes. Você vai encontrar essas duas coisas em Amsterdam! Alguns dos restaurantes que eu mais gostei de lá foram o Wild Zwijnen, o Greetje e o Restaurant de Kas. Uma comida bem comum por lá é a batata frita com uma maionese especial da cidade e também o stroopwafle, então, não deixe de provar! Ah, caso você goste de queijos, dê uma passadinha no De Kaaskamer – lá eles vendem mais de 250 tipos de queijo e também sanduíches com o tipo de queijo que você escolher como recheio. É uma delícia!

Lugares para visitar

Foto: Bucket List 127

É possível fazer vários passeios pela cidade, mesmo com chuva. Um dos mais diferentes e divertidos que fizemos foi ir até Geintenboerderij. É uma fazenda e lá, além de poder ver os animais e interagir com eles, você pode comer os produtos do café que são produzidos lá mesmo.

As tulipas são muito típicas de Amsterdam e se você quiser ver um lugar cheio delas é só ir até o Keukenhof. É um parque e ele fica aberto entre março e maio – vale demais a experiência, viu? Também dê uma passadinha pelo Marqt Haarlemmerstraat para conhecer um mercado da cidade! Lá você encontra várias opções de produtos orgânicos e muito saborosos.

Não esqueça que todos esses passeios podem ser feitos com a bicicleta, ok? Prometo que alguns minutos pedalando valem a pena. As ruas da cidade são adoráveis e seguras, não tenha medo e aproveite essa chance única 😉

Passe para as atrações

Foto: Last Minute Couture

Existem duas opções de cartões para os turistas conhecerem uma grande parte das atrações por um menor preço. O primeiro deles, chamado I Amsterdam City Card, possui três opções, o de 24h, 48h ou 72h. Funciona assim: você escolhe quanto tempo quer que ele tenha validade e pode visitar nesse período de tempo as atrações que ele cobre. Ou você entra “de graça” ou ganha algum desconto no ingresso. É importante checar se os lugares que você quer ir estão dentro da lista de locais que o cartão permite a entrada.

A segunda opção é o Holland Pass. A diferença dele é que inclui ainda mais lugares, mas você só pode escolher ir entre alguns deles, porque o número de tickets é limitado. Ele é melhor caso a atração que você queira ir não esteja inclusa no outro cartão. Caso contrário, recomendo que você compre o I Amsterdam City Card.

Coffeeshops

Foto: Ricardo Liberato via Flicker

Os coffeeshops em Amsterdam são lugares que vendem e proporcionam um espaço para o consumo de maconha. Aposto que pensou que era uma cafeteria normal por causa do nome, né? O lugar para tomar café na verdade se chama koffiehuis! A Holanda tem uma política bem liberal e tolerante, portanto é um país com políticas bem progressistas. Um dos coffeeshops mais conhecidos da cidade é o Green House Centrum. Eu e Paulo fomos lá e tomei o melhor chocolate quente do mundo nesse lugar.

Passeio de barco nos canais

Foto: Craig Mackay

Praticamente metade da Holanda fica abaixo do nível do mar, por isso os canais foram construídos. Além deles conterem a água que entrava na cidade, deixam a paisagem ainda mais incrível e única. Para vocês terem uma ideia da importância desses canais para a cidade, em 2010 o Comitê do Patrimônio Mundial decretou a região como um dos Patrimônios da Humanidade da Unesco.

O melhor de tudo é que é permitido fazer passeios de barco e existem opções para todos os gostos: desde os mais requintados até alguns mais simples e baratos. Como essa é uma atração bem característica da cidade, vale a pena viver a experiência completa!

Zaanse Schans

Foto: Vera Kratochvil

Muitas pessoas associam a Holanda com moinhos de vento e eles realmente são um símbolo do país. Várias áreas com esses moinhos ficam espalhados pelo país, e uma das vilas mais famosas, chamada Zaanse Schans, fica bem pertinho de Amsterdam. Esse é um passeio que não dá para ser feito de bicicleta, mas você pode ir de trem ou de ônibus.

O local é bem turístico e a paisagem é maravilhosa. Os moinhos de vento são apenas uma das atrações: lá você também pode conhecer casinhas típicas, museus e até mesmo fazer passeios de barco. Separe um dia para aproveitar bem a área e se divertir bastante 😉

***

Amsterdam é uma cidade muito importante para mim e para o Paulo. Caso queira entender o porquê é só assistir aos nossos vlogs. Nós mostramos todos os lugares que visitamos e contamos nossa conexão com o local. Ah, também disponibilizei para vocês o nosso roteir – para ver é só clicar aqui!