Se você está procurando um destino especial para esquiar, que tal apostar na Nova Zelândia? O país tem se tornado um dos mais procurados por pessoas que desejam praticar esportes na neve, e todo esse sucesso não é à toa. Além das paisagens incríveis que a região oferece, a infraestrutura dos locais é ótima para esse tipo de turismo.

Como muitas pessoas ficam perdidas em relação à qual destino escolher, listei os dez lugares mais procurados quando se trata de atividades na neve. Depois, é só você fazer as comparações e escolher o local que mais atende às suas expectativas 😉

Mt Cook

Foto: Jade Stephens

Começando por um passeio bem diferente: heli-hike! A Aoraki/Mount Cook é a montanha mais alta da Nova Zelândia, bem imponente e com neve no seu topo durante o ano inteiro. No entanto, o local não conta propriamente com uma pista para esquiar. O que pode ser feito por lá é um passeio incrível de helicóptero e, depois, uma caminhada pela montanha.

Eu e o Paulo tínhamos nos programado para essa atividade, mas infelizmente não conseguimos fazê-la. Só tínhamos um dia pela região e as condições climáticas não estavam ideais para o voo de helicóptero. Por esse motivo, recomendo que você passe dois ou três dias por lá para ter certeza que conseguirá fazer o passeio. De qualquer forma, vale a pena arriscar, já que esse é um passeio inesquecível. Ah, e caso vocês queiram uma sugestão de empresa para fazer essa atividade, deem uma olhadinha no site da Mt Cook Guides!

Coronet Peak

Foto: @kahlimcleod

Uma das estações de esqui mais antiga da Nova Zelândia: Coronet Peak! O local fica entre Queenstown e Wanaka, por isso a boa localização faz com que ele seja um dos mais procurados pelos turistas.

Como o local possui um sistema de produção de neve automatizado, ele fica aberto por um período maior de tempo, que é geralmente de junho a outubro. As pistas dele são boas para praticantes de todos os níveis, desde os mais iniciantes até pessoas profissionais.

Whakapapa

Foto: @ben_s50

A área de esqui em Whakapapa fica em Mt Ruapehu, que é uma parte montanhosa mais ideal para praticar o esporte. O espaço reservado para quem está começando a esquiar se chama Happy Valley. Levando em consideração as reviews, esse é um bom local para aprender a praticar o esporte.

Outras pistas mais difíceis também são muito frequentadas pelo pessoal que já está acostumado a esquiar. Caso você seja iniciante, essa parte do parque é interessante para ver as outras pessoas se divertindo e fazendo manobras na pista. Ah, e o lugar também costuma funcionar de junho a outubro  😉

Cardrona

Foto: @jackspencenz

Também perto de Wanaka fica Cardrona, outra montanha que acomoda todo tipo de praticante de esqui. Um dos passeios imperdíveis é andar de teleférico, com cabines para oito pessoas cada. Essa região conta com vários restaurantes e cafés, além de acomodações perfeitas para quem pretende passar mais de um dia por lá. No verão, Cardrona fica aberta para mountain biking e hiking. Sendo assim, você tem diversão garantida em qualquer época do ano.

Turoa 

Foto: Stas Kulesh

Turoa também fica no Mt Ruapehu, por isso pode ser uma boa alternativa para quem queira conhecer duas pistas de esqui sem ter que se locomover muito. Por mais que você nunca tenha esquiado antes, as pistas de Turoa para os níveis iniciantes são ótimas.

Os profissionais do parque estão sempre disponíveis para ensinar os turistas a esquiar – não tenha medo e nem vergonha de aprender. Até mesmo a criançada consegue se divertir e brincar bastante com a neve. Ah, e quer uma boa notícia? Crianças e jovens de até 16 anos pagam um preço menor!

Remarkables

Foto: @zo_meow

Considerada por muitas pessoas uma das regiões mais charmosas quando se trata de esqui, a Remarkables tem se tornado o local preferido de muitas pessoas. Ela fica a pouco mais de meia hora de Queenstown e também tem uma infraestrutura adequada para todos os níveis.

A maior parte das pistas é reservada para os praticantes de nível intermediário, mas nada que dificulte o passeio de quem é iniciante ou profissional. Eles costumam ficar abertos de junho a outubro, então é possível aproveitar nossas férias de julho para conhecer o local 😉

Mt Hutt

Foto: @qualityantics

Localizado na região de Canterbury, o Mt Hutt é a atração perfeita para quem estiver passando por Christchurch. Ele fica a uma hora e meia da cidade e já foi considerado por duas vezes como um dos melhores lugares para esquiar na Nova Zelândia.

O único problema em relação à esse lugar é que o vento costuma ser muito forte, mas isso não é um empecilho para esquiar. Outro diferencial da Mt Hutt é que ela não é tão frequentada por turistas, mas muito conhecida pelos moradores locais. Assim como a maioria das pistas de esqui da Nova Zelândia, ela também fica aberta de junho à outubro.

Treble Cone

Foto: @whitedotskis

Uma das maiores áreas de esqui da Nova Zelândia, na região sul do país, é a Treble Cone. O que mais atrai turistas para o local, com exceção do cenário maravilhoso e variadas pistas de esqui, é que não há ventos muito congelantes por lá.

Apesar de ser um lugar incrível, ele não é ideal para quem vai aprender a esquiar ou ainda não tem prática. Apenas 10% das pistas são reservadas para os iniciantes! Caso você já esteja mais familiarizado com o esporte, não encontrará muitos problemas em praticá-lo.

Snowfarm

Foto: @littlegreybox_matt

A Snowfarm fica pertinho de Cardrona e é outra opção incrível para quem estiver por essa região. Eles contam com 55 km de pista, desde as para iniciantes até outras para níveis mais avançados. Além de esquiar, você pode se divertir muito na neve e fazer até mesmo bonecos de neve em alguns espaços. Caso você planeje viajar com criança, esse é um dos melhores lugares. Ah, e diferente dos outros parques, esse funciona de junho a setembro 🙂

Ohau Snow Fields 

Foto: @katiemnz

Por último, mas não menos importante, o Ohau Snowfields. O parque fica em Mont Sutton e as pistas ficam à até 1825 metros de altitude. Esse parque também é mais indicado para o pessoal de nível intermediário ou avançado, mas ainda assim os iniciantes também contam com um espaço reservado.

Comparado com os outros parques, esse tem um preço relativamente mais barato e é um pouco menos cheio. Ele funciona de junho a outubro e opera das 9 da manhã até as 16h. Ah, e o restaurante deles também é bastante elogiado!

***

Como vocês devem ter percebido, todos os lugares acabam sendo bem similares. O que mais os diferencia, além da distribuição de pistas para cada nível, são as localizações. Por fim, não deixem de comentar outras sugestões tão incríveis como essas ❤