O frio está chegando de vez em grande parte do país e sempre que o clima começa a mudar eu já lembro de fazer aquela limpa no armário. Querendo ou não, nós sempre acumulamos mais peças do que realmente usamos e por isso é tão importante tirar um tempinho para separar tudo aquilo que não funciona mais no seu dia a dia.

Leve para doações, participe de campanhas, venda o que for muito especial em brechós… Hoje em dia não faltam opções e acredite: aquele blusão que está encostado num cantinho do seu armário é muito importante para alguém!

Foto: Pure Wow

Já que essa limpa é imprescindível de tempos em tempos, que tal aproveitar para reorganizar todo o seu armário nessa ocasião? Você provavelmente já ficou com preguiça só de pensar, mas acredite: uma vez que o guarda-roupas fique organizado, é só manter! O trabalhão será feito uma vez e, como boa virginiana que sou, preciso dizer que isso vai mudar a vida. Agora, a questão é saber como fazer isso da melhor forma, né?

VÁ ALÉM DA LIMPA SEMESTRAL

Foto: Knifty Knittings

Eu sei, eu sei… O gancho para o post foi a limpa para doações e vendas, mas depois disso feito tenho certeza que ainda restaram muitas peças que você adora, mas não usa. Às vezes são peças com valor sentimental que podem ser guardadas em uma caixa, mas na maior parte das vezes são modelos que precisam daquela reforminha: um rasgadinho na costura, um zíper estourado, um botão faltando… Essas são coisas pequenas, mas que fazem toda a diferença na hora de escolher ou não aquela peça para usar.

Leve tudo para aquela sua costureira de confiança e reforme o que for preciso. Muitas vezes um vestido que não serve mais tão bem na parte de baixo pode virar uma blusa linda, né?

SEPARE TUDO O QUE FOR POSSÍVEL POR CATEGORIA

Foto: Pinterest

Se você é uma pessoa que ama estampas, provavelmente passa pelo mesmo problema que eu na hora que organizar as peças por cor. Prefira sempre organizar as roupas por categoria pra facilitar naquela hora de desespero quando você não consegue achar aquela camisetinha de sempre! A não ser que você tenha muuito espaço para fazer a organizar do closet por categoria E cor, dê preferência pela separação em categorias, afinal, o tom você consegue visualizar mais facilmente.

Para que essa organização funcione, você vai, sim, precisar tirar TUDO do armário e de qualquer outro cantinho da casa que esteja com peças soltas. Coloque tudo em um mesmo cômodo e comece a juntar o que for da mesma categoria. Esse trabalhão todo precisa ser feito de uma só vez (um final de semana todo, no caso), mas só assim você vai conseguir visualizar o que realmente tem, gosta e usa mais.

PADRONIZE OS CABIDES

Foto: SS Life + Style

Depois de ver o que você realmente tem, chegou a hora de organizar o armário em si. Uma coisa simples pode fazer a maior diferença e esse é o caso da uniformização dos cabides. Modelos fininhos e de veludo são perfeitos, porque não ocupam espaço, fixam bem até mesmo aquelas blusas leves que vivem escorregando e, claro, trazem uma sensação de clareza muito maior.

Quando os cabides tem cores, larguras e alturas diferentes, eles tiram o foco das peças em si e parece que tudo está desorganizado. Juro que vale a pena fazer essa troca 😉

DIVISÓRIAS INTERNAS NAS GAVETAS

Foto: Annie Selke Blog

Gavetas de meias, calcinhas, sutiãs, biquínis, lenços e gravatas sempre ficam aquela zona, né? A maioria das pessoas não tem espaço suficiente para colocar cada uma dessas categorias de peças em uma gaveta e por isso as divisórias internas são ótimas aliadas.

Para meias e calcinhas, que são menores, as divisórias de plástico no estilo colmeia são excelentes. Já os sutiãs (bojo sempre aberto), biquínis e meias calças ocupam mais espaço, então, vale a pena ir atrás de divisórias mais largas de acrílico ou tecido.

INVISTA NOS NICHOS

Foto: Fashiion Carpet

A gente tem uma mania de pensar em guarda-roupas só com cabideiros e gavetas, mas os nichos são muito bem-vindos. Se você tiver um espaço mal aproveitado do armário, considere colocar algumas prateleiras e divisórias formando quadradinhos ou retângulos. Ao abrir a porta do armário ou do closet você vai conseguir visualizar de uma forma muito mais clara o que tem ali.

Vale fazer aquela limpa das coisas antes de reformar o armário, porque assim você já sabe o tamanho (ou a quantidade) de nichos que irá precisar por categoria. Eu, por exemplo, tenho muitos tricôs e esse tipo de peça é bem volumosa, por isso, tenho que ter um espaço maior no armário reservado para essa categoria. Os nichos também são excelentes para armazenar bolsas.

GANCHOS E CABIDEIROS SÃO BEM-VINDOS

Foto: Seven Couches

Por mais organizado que você seja, vão existir aqueles dias de cansaço que você não terá nenhuma paciência para organizar as peças depois do uso – ou, no meu caso, depois de uma viagem. Separe um cantinho do closet ou do quarto para pendurar as roupas e bolsas caso seja necessário. Nada de espalhar roupas pelas cadeiras da casa!

O mesmo vale para as bijuterias e jóias, tá? Tenha uma caixinha, pratinho ou bandeja no criado mudo pra colocar essas miudezas que parecem desaparecer em meio a bagunça.

ENROLE O QUE NÃO AMASSA E DOBRE TUDO NO MESMO TAMANHO

Foto: Homey Oh My via BlogLovin’

Você provavelmente já viu muita gente falando sobre a técnica dos rolinhos das roupas para fazer malas de viagem, mas isso também vale para guardar aquelas peças que não amassam como algumas camisetas, blusas, roupas de academia… Guardando as peças dessa forma você ganha muito espaço nas gavetas e consegue visualizar tudo ao abrir. Nada pior do que colocar uma peça em cima da outra e esquecer das que estão lá embaixo.

No caso dos nichos, quando você pode visualizar a cor e o tipo de peça com mais facilidade, vale a pena ter o cuidado de dobrar tudo do mesmo tamanho. Para isso, você pode usar revistas e livros como moldes ou até colocar uma folha sulfite dentro de cada peça para manter a estrutura no caso de blusas muito soltinhas.

APOSTE NAS CAIXAS E CESTOS

Foto: Sarahvonh

Casacões que você só usa em viagens, chapéus, bolsas de praia… Sempre tem aquela categoria que não se encaixa em nenhum espaço do armário e por isso cestos e caixas são ótimos aliados. Vale colocá-los na parte de cima do armário e etiquetá-los com o nome da categoria, tá? A intenção é não esquecer de nada que você já tem em casa para não fazer compras desnecessárias ou não conseguir encontrar uma peça específica quando necessário 😉

***

Ufaa, foram muitas dicas, né? Eu não sou nenhuma personal organizer, mas essas são algumas dicas que funcionam pra mim e por isso decidi compartilhar com vocês! E aí, têm mais ideias organização? Deixem aqui nos comentários, vou adorar saber!