Sobremesas com doce de leite são ou não são maravilhosas? Eu confesso que sou fã desse produtinho simples que pode ser consumido puro mesmo ou em bolos, tortas, alfajores, sorvetes… Não faltam opções deliciosas com o ingrediente, né?

No entanto, depois da nossa viagem para Buenos Aires e mais especificamente depois de compartilhar a receita de chocotorta, muita gente veio me perguntar sobre as diferenças do doce de leite argentino e brasileiro.

Receita completa

Doce de leite nada mais é do que uma mistura de leite integral com bastante gordura e açúcar cristal. O bicarbonato ajuda a atingir a tonalidade desejada e traz cremosidade ao doce, evitando que a proteína do leite coagule. Os argentinos, além de aumentarem a dose de bicarbonato que resulta em um doce mais cremoso, espesso e escuro, também adicionam fava, extrato ou essência de baunilha na mistura.

Foto: Elsol

É justamente por isso que dá para notar a diferença só de olhar os dois tipos de doce de leite. No Brasil, o doce é bem mais clarinho e cremoso. A proporção de bicarbonato é menor e, na maioria das vezes, não é adicionado mais nenhum ingrediente.

Foto: Arquitetando Estilos

Mas qual deles é o melhor? Gosto é gosto e por isso é praticamente impossível afirmar qual deles é o mais gostoso. Fato é que os argentinos são os maiores exportadores da iguaria e o famoso dulce de leche é uma verdadeira paixão nacional. Não faltam receitas de flans, medialunas, tortas, bolos, sorvetes, alfajores e churros que evidenciam esse amor, né? Por lá é praticamente impossível entrar em um restaurante que não tenha ao menos uma sobremesa com doce de leite no cardápio.

Agora, se você quer tirar a prova em casa, fiz uma listinha com os 5 melhores doces de leite argentinos e brasileiros 😉

ARGENTINA

Nosso país vizinho tem muitas marcas especializadas no assunto, mas uma das mais conhecidas e amadas pelos locais é a Chimbote. O produto é de altíssima qualidade e por isso o valor é bem mais alto, no entanto, a textura ultracremosa e a tonalidade âmbar um pouco mais clara do que os demais valem a pena.

Foto: The Cooking Company

La Salamandra é a opção perfeita para quem quer provar um autêntico doce de leite argentino fora do país. Isso porque a marca exporta toneladas do doce supermacio.

Foto: 2 Eat 2 Drink via Dude I Want That

O diferencial da Munchi’s é o tipo de leite. A marca só trabalha com leite produzido pelas vacas da raça Jersey que é rico em proteínas e gordura. É claro que com ingredientes de altíssima qualidade o resultado é outro, né? Para quem curte doces de leite mais densos e escuros, essa é a melhor opção.

Foto: Munchi’s Facebook

O pote de plástico da La Sereníssima pode te afastar em um primeiro momento, mas não se engane: a versão “Estilo Colonial” é uma das preferidas dos argentinos. O melhor é que o preço é bem mais em conta do que os demais!

Foto: Hypnosis Films (YouTube)

Por último, mas não menos importante, não podemos deixar de falar da Havanna. Pois bem, a marca é muito conhecida pelos seus alfajores deliciosos, mas o doce de leite bem denso não deixa nada a desejar. Acho que é um dos melhores para dar aquela colherada direto do pote!

Foto: Cosas Nuestras

BRASIL

A marca mais conhecida e amada pelos brasileiros é a Viçosa. O doce de leite é produzido pela Universidade Federal de Viçosa e tem como base receitas mineiras supertradicionais.

Além de usar o leite de alta qualidade produzido por lá, a tecnologia ajudou a aperfeiçoar essa delícia. A latinha recheada com o doce ultracremoso chega a dar água na boca e não é à toa que já ganhou 9 vezes o título de melhor doce de leite no Concurso Nacional de Produtos Lácteos organizado pela Epamig e Instituto de Laticínios Cândido Tostes.

Foto: Chico Mineiro

Vimilk já chegou a desbancar a Viçosa do primeiro lugar do Concurso. O doce de leite é mais clarinho e suave, ótimo para acompanhar sobremesas mais doces.

Foto: Doces de Minas

Com apenas três ingredientes (leite, açúcar e bicarbonato de sódio), o doce de leite Senador é uma excelente alternativa para quem gosta do tradicional. A textura é bem leve e macia, sem cristais de açúcar.

Foto: Doces de Minas

Menos doce e mais pastoso do que a grande maioria dos doces de leite mineiros, o doce de nata suíça da Reserva de Minas é ótimo para quem ama sabores mais suaves. A receita com mais leite e menos açúcar é bem menos enjoativa do que você imagina 😉

Foto: Doces de Minas

Produzido artesanalmente por um grupo de doceiras da cidade de Santo Antonio do Grama, o doce de leite Sabores do Grama é pura tradição. O doce leva só os três ingredientes e não possui adição de conservantes. O leite e as frutas (usadas em algumas versões) são cultivados na própria região e usados ainda frescos nas receitas.

Foto: Doces de Minas

***

Ufa, não faltam boas opções para preparar aquela receita deliciosa cheia de doce de leite, né? É claro que as versões caseiras também são ótimas para aqueles dias em que estamos inspirados.

Aqui no site você encontra uma clássica de doce de leite argentino e uma versão bem cremosa típica da Noruega. No canal também tem uma receita de doce de leite sem lactose perfeita para acompanhar um bolinho de chocolate 😉