Como é interessante saber a história de alguns pratos clássicos que já estão no nosso imaginário, né? Eu adoro fazer essas pesquisas, principalmente quando viajo, e é claro que não deixo de compartilhar essas “descobertas” com vocês. Todo mundo já deve ter comido um clássico cachorro-quente e, apesar de hoje eu ser vegetariana, essa comidinha simples e barata já fez muito parte da minha vida.

Recentemente eu e o Paulo viajamos para Nova Iorque e é realmente impossível não reparar em como esse “prato” é tão comum na cidade. Os nova-iorquinos adoram as comidinhas para comer no caminho, o famoso eat on the go, e como é de se esperar, o hot dog é perfeito para esse estilo de vida. Mas como é que essa salsicha servida no pãozinho e acompanhada de mostarda e chucrute foi parar na Big Apple?

Foto: Lonely Planet

Tudo começa com a invenção da salsicha que, ao que tudo indica, foi na Alemanha. Apesar de carne enroladas em peles de animais já serem produzidas há mais de 20.000 anos e serem consideradas até iguarias na época dos Imperadores Romanos, foi em 1487, na cidade de Frankfurt, que a salsicha foi inventada. A cidade de Viena, na Áustria, também reivindica a criação. Por esse motivo a famosa salsicha feita com carne de porco recebeu o nome de frankfurter ou viener.

Em meados do século XIX, a salsicha chegou aos Estados Unidos pelas mãos de imigrantes alemães e não demorou para fazer sucesso. Para ser considerado um verdadeiro hot dog é necessário mais um elemento: o pãozinho. Um imigrante alemão começou a vender a salsicha envolvida em um pão a base de leite com chucrute em um carrinho na Bowey, em Nova Iorque. Já em 1871, Charles Feltman, um padeiro alemão, abriu uma loja especializada em Coney Island e vendeu mais de 3.500 cachorros-quentes no primeiro ano.

Foto: New York Post

Entretanto, ainda não expliquei para vocês a origem do termo hot dog, né? A teoria mais provável é que junto com as salsichas, os imigrantes alemães também trouxeram para os EUA os cachorrinhos bassê, em alemão dachshund. Como o formato do cachorro lembra uma salsinha, os próprios alemães começaram a fazer piada com o nome. Como os americanos tinham dificuldade para pronunciar dachshund, o termo hot dog foi se popularizando aos poucos.

Há também quem diga que o termo ganhou “fama” em um jogo de beisebol no New York Polo Grounds, em 1901. Estava frio e os vendedores gritavam para os torcedores pegarem as salsichas “red hot” enquanto ainda estavam quentes. O cartunista Tad Dorgan, do New York Journal, viu a cena e fez um cartoon com a salsicha dentro do pãozinho. Como não sabia soletrar dachshund, escreveu simplesmente hot dog.

Foto: The Penny Wise Mama

Não importa qual é a origem “verdadeira”, fato é que o cachorro-quente se tornou praticamente um símbolo americano e mais especificamente nova-iorquino. Agora, vamos falar sobre os melhores lugares para encontrar um incrível hot dog em NY?

Nathan’s Famous

Foto: @originalnathans

Um dos lugares mais icônicos na cidade é o Nathan’s Famous. Em 1916, Nathan Handwerker começou a vender hot dogs por nada mais do que 0,05 dólares! É claro que não demorou para fazer sucesso e, por isso recebeu o nome de Nathan’s Famous. A febre aumentou durante a Grande Depressão americana (1929), afinal, os preços eram bem atrativos, né? Até hoje o local continua aberto, possui várias filias e é lá onde acontece a famosa competição de quem consegue comer mais hot dogs no 4 de julho!

Endereço: 1310 Surf Avenue – Coney Island

OBS: Existem muitas outras filias na cidade, vale a pena procurar no site.

Katz’s Delicatessen 

Foto: Eater

Sem frescuras e cheio de temperos! Para quem gosta de uma salsicha bem temperada com alho e paprica, esse é o lugar! Além disso, ela vem bem crispy por fora e macia por dentro.

Endereço: 205 E Houston St – Manhattan

Crif Dogs

Foto: Eater

Gosta de inovação e muitos toppings? O Crif Dog é pra você! O lugar é bem cool, fica no East Village e tem hot dogs inesperados no cardápio. Um dos mais pedidos por lá é o Tsunami que tem a salsicha enrolada em bacon – sim, isso é real! Também tem opções com salsicha de carne bovina, para quem não come porco, e uma opção veggie.

O lugar é bem descolado e tem um bar escondido nos fundos onde só dá para entrar depois de fazer uma “ligação” na cabine telefônica nos fundos. Eu e o Paulo fomos lá em 2016 e adoramos!

Endereço: 113 8th Street – Manhattan

The NoMad Bar

Foto: New York Post

Sofisticação é a palavra de define o hot dog do The NoMad Bar, afinal, a salsicha não é apenas enrolada em bacon, mas também envolta em queijo gruyère, aipo e aioli trufado. O lugar também tem uma decoração mais elegante do que a maioria das casas citadas 😉 Vale a pena provar.

Endereço: 10 W 28th St – Manhattan

Mile End

Foto: Eater

De origem canadense, nada tradicional e com salsicha de carne bovina, o Mile End é simplesmente uma das opções mais “diferentonas” da cidade. O mais pedido é o Hoyt Dog, no qual a carne fica defumando por horas… Já imaginou? Eles possuem duas unidades em NY, uma em Manhattan e outra no Brooklyn 😉

Endereço: 53 Bond Street – Manhattan / 97A Hoyt Street – Brooklyn

Gray’s Papaya

Foto: Laissez Fare

Preço ótimo e um dos lugares mais tradicionais de Nova Iorque! Você não vai querer deixar de provar um hot dog baratinho e delicioso, né? O lugar é tão clássico que já pareceu em várias séries, como How I Met Your Mother e Sex in the City. Os toppings adicionais custam 10 centavos!

Endereço:  2090 Broadway – Manhattan

***

Eu sei que também existem algumas redes com um ótimo hot dog, como é o caso do Shake Shack, mas quis dar opções mais nova-iorquinas 😉 Você conhece mais algum lugar incrível por lá?