Quem me acompanha lá no instagram viu que há pouco tempo eu e o Paulo chegamos em Nova Iorque. A nossa estadia por lá não foi longa, mas deu para curtir bem o clima de fim de ano e o frio intenso na cidade. Além de gravar muitos vlogs de viagem, nós também aproveitamos um dia inteirinho sem gravações.

Apesar de termos programado um dia totalmente off, eu não poderia deixar de compartilhar com vocês um dos lugares mais legais que fomos por lá: o Café Boulud. Não teremos vlog no local, mas é claro que tiramos fotos para vocês entender mais o clima do restaurante 😉

Antes de qualquer coisa, eu preciso falar que nós esperávamos um preço bem mais alto. O local não é barato, mas é sofisticado, a comida é ótima e o serviço impecável. Como estamos falando em restaurante no Upper East Side, a tendência é realmente um preço mais elevado, né? No entanto, achamos os valores justos, ainda mais por se tratar de um restaurante com uma estrela no Guia Michelin e três no New York Times.

O dono do local é o chef francês Daniel Boulud, que possui nada menos do que 15 restaurantes espalhados pelo mundo. No entanto, quem comanda a cozinha do Café Boulud de Manhattan é o chef Aaron Bludorn.

Vamos as nossas impressões? O atendimento, apesar de bem formal, é maravilhoso. Ao sentar na mesa você já é atendido e servido com vários pãezinhos deliciosos: um com passas, outro integral, uma mini baguete, um pão mais tradicional e tudo acompanhado com manteiga. Delícia, né?

Bom, nós escolhemos o local porque, além de ser muito bem recomendado, o restaurante possui boas opções vegetarianas. Na verdade, o cardápio é divido em 4 menus: tradicional (francês), sazonal, vegetariano e global (japonês). Cada menu possui 2 opções de entrada e 2 de prato principal, mas eu acabei optando somente pelo prato principal.

Escolhi o Fontina Ravioli, que é um ravioli de couve-flor delicioso! Os crutons em cima também estavam incríveis e foi ótimo comer uma comida quentinha e gostosa com o frio que estava fazendo em Nova Iorque.

Já o Paulo optou por dois pratos do menu inspirado na culinária japonesa. O primeiro deles foi o Konbu Cured Sea Bream, que nada mais é do que um sashimi de sea bream (dourada). O que traz todo o toque especial para o prato é a raiz de wasabi ralada na hora!

O segundo prato dele foi o Winter Clear Broth, um caldo superdelicado, com pouca gordura e muito equilibrado. Caso esteja na cidade durante o inverno, essa é uma excelente opção, viu? O caldo vem com dumplings de codorna incríveis. Para quem ainda não conhece, dumplings são bolinhos de massas recheadas, nesse caso com codorna. Eles são bem típicos da culinária japonesa e vale muito a pena experimentar.

No final, mesmo sem pedir sobremesa, eles nos trouxeram uma cestinha cheia de madeleines que estavam perfeitas: casquinha crocante, massa aerada e fofinha por dentro, sabor superdelicado com toque de limão e recém-assadas. Juro para vocês que foi uma das melhores madeleines que eu já comi na vida! Meus parabéns a pastry chef Ashley Brauze, sério mesmo!

O local abre de domingo a domingo e serve café da manhã, almoço e jantar. Não tem desculpa para deixar de conhecer, hein?

SERVIÇO

Endereço: 20 E 76th StNew York, NY 10021

Horários: Segunda a Sexta: 7–10:30AM, 12–2:30PM, 5:30–10:30PM | Sábados: 8–11AM, 12–2:30PM, 5:30–11PM | Domingo: 8–11AM, 12–3PM, 5:45–10:30PM