Não seria um sonho viver em uma cidade linda com hortas orgânicas nas coberturas de todos os prédios? Pois é, isso já começou a acontecer no Principado de Mônaco!

Em 2016, a suíça Jessica Sbaraglia fundou a start-up Terre de Monaco e começou o projeto de agricultura orgânica urbana na região. Como Mônaco possui apenas 2 km², não existe muito espaço disponível para hortas, né? No entanto, Jessica viu o potencial de todas aqueles terraços e sacadas.

Foto: @terredemonaco

Pelo visto não foi apenas Jessica que enxergou isso, já que a empresa conseguiu financiamento para o projeto através de uma plataforma de crowdfunding. A meta de €25 mil foi atingida em apenas dois meses.

A primeira horta orgânica desenvolvida pela empresa foi nos jardins da Fundação Albert II, em um espaço de apenas 30 m². Não demorou para o Hotel Monte-Carlo Bay também se tornar parceiro e a horta orgânica passar a fornecer ingredientes ao Elsa, principal restaurante do hotel e o primeiro 100% orgânico a ganhar uma estrela Michelin.

Foto: La Muse Blue

Atualmente, são mais de 1.400 m² de hortas orgânicas no principado. O projeto não serve apenas para restaurantes e prédios comerciais; pessoas físicas que queiram transformar uma pequena varanda ou até mesmo o terraço do condomínio residencial podem contrataram a empresa que cobra uma anuidade fixa para manter a horta.

Além da procura espontânea, os planos de expansão da empresa estão a todo vapor e a ideia é transformar qualquer espaço disponível em Mônaco em uma horta orgânica.

Foto: @terredemonaco

Em um edifício privado, a empresa pode tanto pagar um aluguel para usar o espaço como reverter o pagamento em produtos orgânicos produzidos ali. O restante da safra também é aproveitado e vendido pela marca Terre de Monaco.

Aqui no Brasil, já existem algumas iniciativas bem legais como a horta orgânica no terraço do Shopping Eldorado, em São Paulo, com mais de 5.000 m² que utiliza lixo orgânico gerado na praça de alimentação como adubo. Incrível, né?

Foto: ArchDaily

Que tal levar essa ideia para o seu condomínio? A decisão precisa ser em assembleia e, caso optem por fazer a horta no terraço, é necessário realizar um estudo junto a um profissional habilitado (técnico agrícola e arquiteto) para para não comprometer a estrutura do prédio com peso demais, raízes de plantas muito profundas ou falta de impermeabilização da laje.

Uma outra ideia mais simples é utilizar vasos e floreiras na horta. Isso evita custos adicionais de infraestrutura e já é um ótimo ponto de partida 😉